Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Édipo revisitado

Cultura

Luiz Carlos Merten

26 Maio 2010 | 16h58

PARIS – Fui ver ontem à noite ‘Les Femmes de Mes Amis’, de Hong Sang-soo, o mais ‘nouvelle vague’ dos autores coreanos. Sang-soo venceu o prêmio da mostra ‘Um Certain Regard’, em Cannes, atribuído pelo júri presidido por Claire Denis (e integrado por Serge Toubiana). Adorei ‘Ha-Ha-Ha’, que, num certo sentido, me parece o mais ‘rohmeriano’ dos filmes que Eric Rohmer não realizou. ‘Les Femmes’ segue nessa linha, investigando o mundo afetivo e profisional (artístico) de um diretor de cinema que participa, como jurado, de um festival no interior da Coreia. De novo riqueza e justeza de observações e os protagonistas de Sang-soo são sempre adultos meio infantilizados, que se fragilizam diante das mulheres, sejam amantes ou mães. Sang-soo leva ao limite a carta do edipianismo, cujo fantasma também assombra o Todd Solondz de ‘Life During Wartime’, que passou em Veneza no ano passado e que vi à tarde, também ontem. Solondz retoma personagens de ‘Happiness’, Felicidade, e – não sem certa crueldade – põe Paul Reubens, aliás, Pee-Wee, no papel de um pai que deseja o próprio filho. Onde vai parar Édipo nesta história? Achei o filme muito interessante e Solondz vai fundo na carta das provocação. Pee-Wee, afinal, foi preso na suíte de um incidente sexual que destruiu sua carreira. E Solondz, como diz, não é louco de querer minimizar a questão da pedofilia. Ele só quer confrontar o público com a própria ambivalência – todos os pedófilos são abomináveis, menos Michael Jackson, que era um ‘anjo’ (e um grande artista). Na sequência, emendei ontem com ‘Os Desajustados’, cópia nova – no cinema é outra coisa – e descobri que o filme faz parte dos meus Hustons favoritos, com ‘A Noite do Iguana’ e ‘Os Pecados de Todos Nós’ (Reflections in a Golden Eye). É madrugada no Brasil, vão ser 10 aqui na França. Vou ter um dia agitado, antes de ir para o aeroporto. Não sei direito o que estréia nesta quarta-feira, mas ouço falar maravilhas de um filme de zumbis intitulado ‘Infected’. Quero ver se encaixo nas minhas andanças cinematográficas de hoje.