As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

E Sam Shepard, eterno Chuck Yeager, vai-se aos 73 anos

Luiz Carlos Merten

31 Julho 2017 | 15h31

Que dia! Jeanne Moreau morreu nesta segunda, em Paris. E ontem, domingo, 30, morreu Sam Shepard. Ele sofria de esclerose lateral amiotrófica e morreu em sua casa no Kentucky. Tinha 73 anos. A informação foi divulgada hoje. Achei muito bonito o que escreveu o produtor Beau Willimon, com quem ele trabalhou muito. Beau postou uma foto de Sam – ‘Esses olhos viram muito e escreveram sobre o que viram. Sem medo. E com honestidade eterna.’ Sam Shepard foi ator, dramaturgo, diretor. Escreveu peças como Buried Child e Louco de Amor. Roteiros como o de Paris, Texas, para o filme de Wim Wenders. E em 1983 foi inesquecível, como ator, num dos maiores filmes da década – Os Eleitos/The Right Stuff, de Philip Kaufman. A epopeia espacial dos EUA. A histórica primeira leva de astronautas. E Chuck Yeager, o piloto preterido por sua rebeldia. Chuck/Shepard rompe, num jato, a barreira do espaço. Voa mais alto que qualquer outro homem. E, em paralelo, miss Sally Rand faz seu strip tease, envolta em plumas. É um momento único, mágico na história do cinema. Sam Shepard foi casado por quase 30 anos com Jessica Lange. Separaram-se em 2009, mas o anúncio só foi feito público em 2011.