Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » E o Oscar vai para… Joaquin Phoenix?

Cultura

Luiz Carlos Merten

20 Novembro 2007 | 13h26

Fui rever ontem à noite ‘Os Donos da Noite’. Havia gostado muito do filme de James Gray quando o vi em Cannes, em maio.Gostei mais ainda – a tragédia familiar do filme, aquela relação entre irmãos e a inversão dos personagens masculinos, a forma como Joaquin Phoenix vai superpondo sua força à fraqueza de Mark Wahlberg, tudo isso me toca muito. É o segundo filme do diretor com a dupla Phoenix/Wahlberg e, desta vez, eles não apenas atuam – como em ‘Caminho sem Volta’ (The Yards)- mas também são co-produtores. Se estou acrescentando este post, de qualquer maneira, não é para dizer, mais uma vez, que amo o cinema de James Gray e sim, porque fiquei convencido – se o Oscar for honesto, Joaquin Phoenix já pode ir abrindo um espacinho na sua estante para acomodar a estatueta dourada. Há dois anos, Joaquin foi indicado para o Oscar por ‘Johnny e June’ e perdeu, enquanto sua colega Reese Whiterspoon ganhava a estatueta de melhor atriz. É uma daquelas coisas que sinceramente não entendo. Nicolas Cage foi melhor ator por ‘Despedida em Las Vegas’ e eu até entendo o prêmio, mas Elisabeth Shue era melhor que ele e não ganhou nada. No caso de ‘Johnny e June’, ocorreu o inverso. Reese podia ser boa, mas Joaquin era maravilhoso, e ela ganhou. Desta vez, até como correção de uma injustiça histórica, ele deveria ganhar o Oscar. O cara é bom demais. Aliás, não sei nem se serão indicados, mas já tenho meus candidatos para a festa de fevereiro de 2008 – Joaquin Phoenix para melhor ator e Marion Cotillard para melhor atriz (por ‘Piaf’). Duvido que apareçam candidatos mais credenciados.