Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Deborah, cantando e dançando

Cultura

Luiz Carlos Merten

18 Outubro 2007 | 14h37

Falei, falei da Deborah Kerer e só depois fui ler os comentários. Encontrei o do Saymon, dizendo que Deborah Kerr morreu e lembrando que ela fez o musical ‘O Rei e Eu’, com Yul Brynner (e ele ganhou o Oscar naquele ano, 1956). No texto do blog e no do jornal, não citei o musical que Walter Lang adaptou do êxito de Rodgers e Hammerstein na Broadway. Até pensei em citar, mas deixei de fora, mesmo gostando de alguns números, especialmente ‘Getting to Know You’ e ‘Shall We Dance’. O curioso é que, pouco antes, havia falado, nos filmes na TV de amanhã (na TV paga), sobre ‘Anna e o Rei’, com Jodie Foster e Chow Yun-fat, que se baseia na mesma história (e já havia inspirado ‘Anna e o Rei do Sião’, com Rex Harrison e Irene Dunne, nos anos 40). Como uma coisa puxa a outra e eu vivo dizendo que não sou assim tão fã de musicais, aproveito, já que citei Walter Lang, para dizer que acho muito legal o ‘Can-Can’ que ele fez, no começo dos anos 60, com Frank Sinatra, Shirley MacLaine e aquela seleção de Cole Porter que basta para tornar qualquer filme obrigatório. ‘C’est Magnifique’, ‘I Love Paris’, ‘Just One of Those Things’ e ‘Let’s Do It’. Meu Deus!