Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » De volta!

Cultura

Luiz Carlos Merten

04 Dezembro 2007 | 13h55

Voltei! Como já havia antecipado, não tive tempo de postar nada nos três dias (intensos) em que estive em Los Angeles. Cheguei na sexta de manhã e já comecei a me agitar. O motivo da ida foi o junket de ‘National Treasure – Book of Secrets’, que me rendeu duas boas entrevistas, e talvez três. Adorei o Jon Voight, que, antes de ser pai de Angelina Jolie, é um ator com currículo importante, incluindo cults como ‘Perdidos na Noite’ e ‘Amargo Regresso’, pelo qual ganhou o Oscar. Diane Kruger foi uma agradável surpresa – pude conversar com ela sobre Cannes, onde Diane foi maitresse de cérémonie (apresentadora) em maio. A terceira entrevista legal foi com o próprio diretor Jon Turtletaub, que é um cara inteligente e um cinéfilo – melhor do que os filmes que dirige, com certeza. Mas o próprio filme é simpático. Imagine a situação – Nicolas Cage seqüestra o presidente dos EUA em busca de uma informação. Sua mãe é interpretada por Helen Mirren, que acrescenta sua classe à aventura, mais ou menos o que outra dame, Judi Dench, faz interpretando M em outra série, a de 007. Jon Voight disse uma coisa legal – os filmes que ele tem feito recentemente, ‘Transformers’ e ‘National Treasure 2’, são diferentes de ‘Perdidos da Noite’ pelo simples fato de que lá não havia outro efeito que não as interpretações dele e de Dustin Hoffman. Mas eu até observei – por mais que esses filmes sejam grandes espetáculos, à base de efeitos (e a originalidade de ‘National Treasure’ é que o herói não usa arma nenhuma), continua sendo a interpretação, de Jon Voight e Helen Mirren, que dá um mínimo de credibilidade ao casal que se reencontra, após 20 anos de separação, e ainda existe fogo sob as cinzas. Como sempre, o junket é o ponto de partida que me permite ver (e fazer) muitas outras coisas. Vi uma exposição legal de arte negra brasileira, passei correndo pelo museu que exibia Salvador Dalí – paitings and films – e vi, claro, alguns filmes, não tantos quanto gostaria. Vi ‘American Gangster’, ‘The Savages’, ‘Diva’ e só. Vocês não vão acreditar – nem eu –, mas havia um festival Hitchcock na TV e eu fiquei revendo o velho Hitch – ‘Janela Indiscreta’, ‘Um Corpo Que Cai’, ‘Psicose’, ‘Os Pássaros’ e ‘Trama Macabra’. Acho que estou mais a fim de falar sobre Hitchcock do que ‘American Gangster’. Daqui a pouco.