Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » David Yates

Cultura

Luiz Carlos Merten

06 Julho 2007 | 13h59

Postei rapidinho meu primeiro texto sobre HP e a Ordem da Fênix, mas nem citei o diretor David Yates porque queria fazer uma pesquisa. Entrei no Google e no IMDB e descobri que ele nasceu em 1963, que adora David Lean, Martin Scorsese e Ken Loach, que resolveu que queria ser cineasta quando viu o primeiro Tubarão (de Spielberg) e o pai lhe comprou uma câmera. Justamente o pai. Não encontrei, mas sei que vocês já vão me abastecer com as informações de que necessito. Não fazia a mais remota idéia de que o diretor do filme fosse David Yates – nunca li nada sobre o assunto e, ao contrário da maioria dos internautas, nunca tive curiosidade de entrar nos milhares de sites que devem existir sobre Harry Potter. Mas quando vi o nome na tela, no fim da sessão, fiquei fantasiando. Me lembrei do nome porque vi, anos atrás, um curta muito legal chamado When I Was a Girl, mas o que me atraiu foi a possibilidade de parentesco com Peter Yates. Nos anos 60 e 70, em filmes como Bullitt, John & Mary, Os Quatro Picaretas, Os Amigos de Eddie Coyle e O Fiel Camareiro, Peter Yates construiu uma obra muito interessante, discutindo justamente a questão da identidade, que é essencial na série de J.K. Rowling e, especialmente, em A Ordem da Fênix. Existe parentesco? É mera coincidência? Estou aguardando – ansioso – pelas informações de vocês.