Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Dans Paris!

Cultura

Luiz Carlos Merten

20 Fevereiro 2008 | 08h15

Paris tem coisas de deixar cinéfilo louco. Existem uns cineminhas de arte que adoro no Quartier Latin. O Champô, o Réflets Médicis, o Accatone, o Action Écoles, o Studio des Ursulines, o Studio Galande. De cara, no domingo, ao chegar no hotel – e depois de fazer as matérias que o jornal ainda me cobrava para segunda-feira -, fui ao Champô, que sabia que estava reprisando os dois filmes que queria rever (e por isto fiquei as duas noites em Paris, no domingo e na segunda-feira). Revi, em cópia nova, ‘Zabriskie Point’, do Antonioni, e ‘O Espírito da Colméia’, que lá se chama ‘L’Esprit de la Ruche’, de Victor Erice. Meu Deus! Vou voltar a um e outro. Vi mais um velho Mizoguchi, ‘Cinco Mulheres ao Redor de Utamaro’, e confesso que me diverti muito com a paródia de Alain Delon como César em ‘Astérix nos Jogos Olímpicos’ (este eu vi num cinemão, o Grand Rex, no qual Neil Young se apresentou dias 14 e 15). Mas, para justificar a frase inicial deste post, quero contar o seguinte. Hoje, no Réflets Médicis – e eu não pude ficar! -, Chantal Ackerman e Pedro Costa debatem o cinema deles com o público (e uma das salas do Réflets exibe ‘Juventude em Marcha’). Também esta semana, a Cinemateca Francesa homenageia os 80 anos de Jeanne Moreau, promovendo um encontro da grande atriz com o público para que ela fale do cinema ‘de mes amours’. Perdi meus óculos em Paris, estava um frio do cão, mas correr de um cinema a outro – e fazer a ronda das livrarias especializadas – foi coisa que me aqueceu a alma.

As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Encontrou algum erro? Entre em contato