Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Dan O’Bannon

Cultura

Luiz Carlos Merten

20 Dezembro 2009 | 10h40

Estou na redação do ‘Estado’ e sofrendo para cumprir minhas tarefas do dia, porque esqueci os óculos em casa. Para longe, enxergo superbem, mas perto… Enfim, vamos tentar. Morreu Dan O’Bannon, o roteirista da sérioe ‘Alien’, que começou com Ridley Scott e depois prosseguiu com James Cameron e David Fincher, mas não estou certo de que ele também tenha escrito o 4, do francês Jean-Pierre Jeunet. Enfim, está tão difícil postar que eu espero que vocês me esclareçam e o objetivo do post não é tanto fazer justiça ao O’Bannon roteirista e sim, ao diretor. Adoro ‘A Volta dos Mortos Vivos’, que ele criou em 1985, no ano em que Sylvester Stallone estava ganhando na ficção a guerra que os EUA haviam perdido na realidade, a do Vietnã – em ‘Rambo 2 A Missão’, de George Pan Cosmatos. Stallone virou um dos emblemas da era Ronald Reagan e, naquele quadro de ‘militarização’, O’Bannon desenvolveu sua ideia de um gás que o Exército usou numa experiência frustrada, o tal gás foi encerrado em toneis que vazam e o resultado é que os mortos ressurgem. O grande George Romero nunca desistiu de fazer de seus mortos-vivos metáforas políticas sobre os EUA, mas nem os pesadelos de Romero conseguem ser divertidos como ‘A Volta dos Mortos Vivos’. Foi-se o O’Bannon. Espero que descanse em paz e não invente de aparecer por aí de novo – seu outro filme como diretor, que não era tão bom, foi ‘Renascido das Trevas’. O cara era reincidente…