Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Che

Cultura

Luiz Carlos Merten

11 Fevereiro 2007 | 21h58

BERLIM – Ultimo post de hoje. Rapidissimo porque jah eh quase 1 da manha e preciso dormir um pouco para acordar aas 7. Maria do Rosario Caetano vai gostar de saber que agora vai. Steven Soderbergh anunciou aqui na Berlinale, na coletiva de The Good German, que comeca a filmar em maio seu epico sobre Ernesto Che Guevara. Alias, eh melhor esclarecer – seus epicos. Serao dois filmes de duas horas cada, e um deles vai se chamar The Argentinian (O Argentino). O Che de Soderbergh eu jah sabia que serah o Benicio Del Toro. A surpresa, para mi, foi seu Fidel Castro. Soderbergh disse que ainda nao assinou o contrato, mas serah Javier Bardem, que tem physique du role para ser Fidel (e topou o desafio com entusiasmo). Fiquei pensando cah com meus botoes. Atores sao figuras – qual serah o adjetivocerto? – esquisitas? Trocam de pele numa boa. Em Before the Night Falls, de Julian Schnabel, JB foi indicado para o OScar (foi, nao eh?) por seu papel como Reynaldo Arenas, o escritor cubano perseguido pelo castrismo, por seu homossexualismo (considerado contra-revolucionario) e pelos seus escritos pouco lisonjeiros em relacao aa revolucao de Fidel. Arenas eh bom escritor. O relato de Before the Night Falls eh autobiografico, narrando com grande riqueza de detalhes as delicias de viver antes da revolucao na decadente Cuba e, depois, nao poupando ao leitor nenhum detalhe da aids que consumiu o autor. Pois bem. Sem nenhuma pereocupacao ideologica, JB vai passar de dissidente cubano para o proprio Fidel. Tudo bem. Atores trocam de pele porque querem dar vida, ou entender, o outro. JB se prepara para criar a outra metade da moeda sobre Cuba e sua revolucao. A questao eh – Soderbergh serah o homem certo para levar este epico sobre a revolucao?