Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Centro transfigurado

Cultura

Luiz Carlos Merten

27 Abril 2008 | 12h59

Não vou me esquecer do post sobre Bette Davis, Carlos Pereira. E o Saymon, mesmo achando Mastroianni gênio em ‘Dois Destinos’, acha que ele é ainda melhor em ‘Divórcio à Italiana’, a comédia de Pietro Germi que eu, pelo menos, ando querendo rever. Mastroianni faz o barão Cefalu, que tenta levar a mulher carola e bigoduda – Daniela Rocca – a cometer adultério, só para que ele possa matá-la, invocando o código de honra do marido traído na Sicília, para se casar com a jovem Steffania Sandrelli. Toda a força que o barão faz para virar ‘cocu’ é ironicamente recompensada na pirueta final, na cena (rápida) do barco. Grande Germi! Grande Mastroianni! Te deste conta, Saymon, que ambos os filmes foram feitos no mesmo ano – 1962? E que esta também deve ter sido a data de rodagem de ‘Oito e Meio’, já que o filme do Fellini estreou no primeiro semestre de 1963? Que ano na carreira de um ator. Que ano! Quero aproveitar e desculpar-me. Um amigo me disse os posts de ontem, particularmente, estavam cheios de erros de digitação. Cheguei em casa de madrugada, depois de ver o Zé Celso tocar piano na virada cultural (e circular um pouco por aqueles palcos do Centro). Aliás, Zé Celso fala tanto em Baco. Estou convencido – convenci-me ontem – de que a virada cultural é a verdadeira festa de Baco do paulistano, mais do que o carnaval. O que havia de carinha eufórico e, depois, bêbado, caído, dormindo nos cantos, não estava no gibi. E a virada transfigura o Centro. Toda aquela gente madrugada a dentro, fazendo filas monumentais em torno ao Teatro Municipal… O que o Centro precisa é de investimento para se reerguer e ficar atraente. Toda aquela região dos Arcos da Lapa, no Rio, também era o ó e agora é o ‘must’ de sexta e sábado à noite. Mas, enfim, falei da virada – e da madrugada -, porque ao chegar em casa abri o blog para corrigir os erros. Na pressa de digitar, e não tenho muita paciência de me reler, cometi algumas barbaridades. Leiam de novo, por favor.