Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Cadê a cor?

Cultura

Luiz Carlos Merten

13 Junho 2008 | 00h20

Me emocionei ao falar sobre ‘Une Partie de Campagne’, de Jean Renoir, que sempre ouvi dizer que trabalha a imagem – e a luz – de uma maneira próxima ao impressionismo do grande pintor Auguste Renoir, pai do diretor. Meio no piloto automático terminei falando em ‘cor’ num filme que é preto-e-branco. Ainda bem que havia começado o post com a confissão de que nunca vi ‘Une Partie de Campagne’. Não precisava, porque o detalhe da cor já me entregou. Quanto à cor em Renoir filho, Jean fez filmes plasticamente suntuosos como ‘O Rio’ e ‘French Can-Can’. A cor é elemento decisivo no primeiro e o segundo pinta verdadeiros ‘quadros’ da Paris da Belle Époque dignos de Auguste. Não por acaso, o diretor de fotografia desses filmes é Claude Renoir, filho do irmão de Auguste e primo de Jean.