Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » ‘Baaria’

Cultura

Luiz Carlos Merten

21 Setembro 2010 | 11h48

Vai sobrar para meu bom amigo Alessandro Giannini. Outro dia, estava no centro e precisava de um Guia para conferir o horário de um filme. Na banca, o sujeito só tinha o da ‘Folha’. Encontrei a informação que queria e, folheando, vi que o Gia havia escrito sobre ‘Baaria’. Gostei bastante do novo Tornatore e já fui até a porta do inferno (quase) em defesa do ‘Era Uma Vez na Sicília’ do diretor. Experimentei a curiosidade de ler o texto do Giannini, o que fiz na vertical, mas me chamou a atenção o desfecho, quando ele compara ‘Baaria’ a ‘Novecento’ e diz que o filme do Bertolucci era melhor etc e tal. Eu sou um senhor de 65 anos, Giannini ainda é uma criança. Meninos, eu já escrevia – era rodado – quando o filme estreou. ‘Novecento’ pode dispor hoje de certa reputação, considerando-se o diretor, mas na época foi recebido a pedradas, mais ou menos como ‘Baaria’ hoje. Dei uma pausa e fui conferir na pasta do diretor no arquivo do ‘Estado’. Olhem os títulos das críticas sobre ‘Novecento’, e olhem que o filme se beneficiava do fato de haver sido proibido pela censura do regime militar, o que redobrava a curiosidade. ‘Painel maniqueista’, ‘Nada mais que um exercício de estilo’, ‘Visual deslumbrante e só’. Não é muito diferente do que se diz hoje de ‘Baaria’. Ah, sim, tem o fato de o filme haver sido elogiado por Berlusconi, o que o tornma ‘suspeito’. Quem sabe daqui a uns 20/30 anos Tornatore também não seja mais bem tratado? Visto com outros olhos? Mais límpidos?