Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Aqui vai!

Cultura

Luiz Carlos Merten

27 Fevereiro 2009 | 13h09

A pedido de Celdani, vou traduzir o texto de Christine Aymé sobre a Palma de Ouro especial atribuída a Clint Eastwood. Vamos lá:

“De passagem por Paris, para a estreia de ‘Gran Torino’, Clint Eastwood recebeu dia 25, numa cerimônia íntima, a Palma de Oro do Festival de Cannes das mãos de Gilles Jacob e Thierry Frémaux.
O diretor americano mantém uma longa relação de confiança com o festival que o acolhe pela primeira vez em 1985, com ‘O Cavaleiro Solitário’. Ele voltará depois para apresentar ‘Bird’, ‘Coração de Caçador’, ‘Sobre Meninos e Lobos’ e ‘A Troca’.
Ao longo dos anos, o reconhecimento de seus pares soma-se ao fervor crescente da crítica internacional em relação a um autor maior que realiza, por si só, ‘a síntese do classicismo e da modernidade do cinema americano’.
A paixão que Clint suscita nos cinéfilos é feita de admiração e respeito, como uma reposta natural à sua elegância e reserva lendárias.
Alguns anos após haver honrado Ingmar Bergman, o Festival de Cannes entrega hoje uma Palma de Ouro a Clint Eastwood em homenagem ao talento de um grande mestre, no ápice de sua arte.”