Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » ‘Anjos e Demônios’

Cultura

Luiz Carlos Merten

23 Março 2009 | 17h25

Mais uma conversinha jogada fora. Depois de ‘O Código da Vinci’, o diretor Ron Howard e o astro Tom Hanks atracaram-se em outra aventura do professor Robert Langdon, criado pelo escritor Dan Brown. O filme chama-se ‘Anjos e Demônios’, tem um formato parecido – e a forma de se chegar ao culpado é rigorosamente a mesma, que Brown repete de livro para livro, sem camuflar demais. É só ler ‘Anjos…’, ‘O Código’ e ‘Fortaleza Digital’ para confirmar. Confesso que estava na dúvida se Cannes, depois de abrigar a pré-estréia internacional do ‘Código’, ia abrigar também o lançamento de ‘Anjos…’ Estava achando que seria rendição demais ao cinemão (e a Hollywood), por mais curioso que esteja para ver o filme – que tenho expectativa seja melhor que o anterior. Gostei muito de algumas coisas do ‘Código’, em especial da concisão narrativa (um minuto de flash-back, se tanto, para contar a história do assassino da Opus Dei, Paul Bettany). Mas aquele desfecho com Audrey Tautou como a filha de Cristo era dose. Pelo menos isso não teremos desta vez. ‘Anjos…’ terá sua pré-estréia internacional, com tapete vermelho, dia 4 de maio, em Roma. Dia 15, estréia em todo o mundo, incluindo no Brasil. A ‘mocinha’ – e no livro, rola um clima entre Langdon e ela; afinal, não é mais a última descendente daquele senhor que foi crucificado – é uma israelense estonteante chamada Ayelet Zurer. Ah, sim, o camerlengo é Ewan McGregor. Por que o camerlengo é tão importante? Quem leu o livro sabe. Eu não quero ser… Spoiler?

Encontrou algum erro? Entre em contato