Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Aleluia!

Cultura

Luiz Carlos Merten

17 Agosto 2007 | 16h29

GRAMADO – Pô, Fábio, já disseste umas coisas tão legais aqui no blog, pra que esculhambar com esse baixo nível? Isso é até capaz de me criar problema, porque não vou censurar o que disseste, não vou excluir teu comentário, mas que pegam mal esses palavrões todos, esse ódio contra o cinema nacional, lá isso pegam. Jesuíno despediu-se, disse que ia embora. Já foi tarde. Esse tipo de comportamento xiita não me importa nem um pouco. O que mais gosto no livro com a antologioa de críticas da fase de Porto Alegre é a oportunidade que oferece, a mim, mais do que a vocês, de confrontar velhas opiniões. Algumas permanecem intocadas – acho que a maioria -, outras não. Se eu não tiver condições de mudar de opinião no meu blog, onde vou ter essa liberdade? Eu acho que reconhecer qualidades que não me tocaram não altera em nada meu sentimento em relação a Deserto Feliz. Continuo não gostando. Cinema, para mim, é mais do que planos bem construídos. Chega – quero saber agora uma coisa. Dei uma olhada rápida em Zero Hora no ranking de bilheterias do Brasil e estava lá, Primo Basílio, 1 milhão de espectadores. Será mesmo? Não tem zero demais aí? Gosto do filme do Daniel Filho, mas, sinceramente, não acreditava que pudesse chegar a tanto. Será? É isso mesmo? Taí um filme que está escapando à fila do abatedouro do Jesuíno. Isso só vai aumentar o ódio que Daniel Filho desperta. Nunca vi coleguinhas gostarem tanto de odiar Se Eu Fosse Você, uma das cinco maiores bilheterias do cinema brasileiro da Retomada. Daniel conseguiu, mais uma vez? Aleluia!