Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Agora, sim, ‘Diário da Mostra’

Cultura

Luiz Carlos Merten

22 Outubro 2011 | 15h30

Não foi nenhuma intenção sabática, e menos ainda no início da 35ª Mostra. Já falhei de cara na minha intenção de publicar um Diário da Mostra, com o dia a dia do evento. Minhas impressões sobre a abertura, na quinta-feira à noite, estão no ‘Caderno 2’ de hoje. A entrevista com Alain Cavalier, de ‘Pater’, saiu no ‘Caderno 2’ de ontem. Gostaria de ter publicado a entrevista com Mojtaba Mirtahmasb, que, afinal, foi quem levou o ‘não filme’ de Jafar Panahi a Cannes, mas não houve espaço, sorry. Ontem, não consegui nem postar. Assisti a um filme pela manhã, ‘A Condenação’, para entrevistar o diretor à tarde. A entrevista atrasou e meio que me paralisou. Terminei perdendo ‘Terra do Sonho Distante’, que tanto queria (re)ver. Encontrei-me com a mulher de Elia Kazan, Frances. Foi ótima. Existem alguns filmes que gostaria muito de recomendar, e que ainda passam hoje. ‘O Trovador Kerib’, de Sergei Paradjanov; ‘Era Uma vez na Anatólia’, de Nuri Bilge Ceylan; ‘Os Contos da Noite’, de Michel Ocelot; ‘Um Mundo Misterioso’, de Rodrigo Moreno; ‘Era Uma Vez… Laranja Mecânica’, de Antoine de Gaudemar etc. Ainda não vi, mas já recomendo, ‘O Desaparecimento do Gato’, de Carlos Sorín. Vou tentar ver agora às 5 na Cinemateca. E já recomendo, sem saber exatamente o dia em que passam, dois filmes que vi pela manhã, nas cabines para a imprensa – ‘Além do Ícone’, de Hanna Sawka, que todo mundo que trabalha com imagem (e fotografia) deviosa ser cooptado a ver; e ‘Dez Invernos’, de Valerio Mieli, que me tocou muito, com a história daquele casal que atravessa uma década inteira antes de concretizar a aproximação (e o desejo).