Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Actors Guild

Cultura

Luiz Carlos Merten

28 Janeiro 2007 | 13h22

Como já deu para perceber no post anterior, não sei se vou torcer por Forest Whitaker na premiaçao do SAG, o Actors Guild, na cerimônia de hoje à noite, que será transmitida pela TV paga. Não me lembro quem, mas num comentário anterior, quando a gente falava do Ocar, alguém me perguntou se ia torcer pelo Forest ou pelo Leonardo DiCaprio, por Diamante de Sangue. Agora, me embananei todo, porque, ao natural, torceria pelo Leo, mas O Último Rei da Escócia teve o efeito colateral de diminuir consideravelmente minha simpatia pelo filme de Edward Zwick, tornando meio que intolerável sua correção política (mas a história é bonita e continuo achando que é bem narrada). Uma coisa que complicou, para mim, é essa história de ator principal e coadjuvante. Quem é quem? A interpretação de Forest como Idi Amim pode ser impressionante, mas o verdadeiro protagonista da história do filme de Kevin MacDonald é o médico escocês. Tudo bem que ele não tenha sido indicado, mas Forest não deveria concorrer a melhor coadjuvante? E se Leo concorre a oustanding performance como coadjuvante por Os Infiltrados, como pode ser candidato a melhor ator por Diamante, se o protagonista da história, para mim, pelo menos, é o Djimon Hounsou, que concorre a melhor coadjuvante. Leo e Matt Damon são os protagonistas de Os Infiltrados, ou não? O cinemão ficou complicado, hein? Sei que exstem regras e elas passam pelo tempo de duração na tela. Vamos terminar indo de cronômetro ao cinema, se bem que eu estou achando tudo isso uma imensa bobagem. Como Leo podia concorrer a melhor ator no Globo de Ouro também pelo filme de Scorsese, se agora está sendo rebaixado a coadjuvante, por Os Infiltrados, no SAG? De minha parte, tive agora esta dúvida. Peter O’Toole foi indicado a tudo (Globo de Ouro, SAG, Oscar) por Vênus, que ainda não vi. Peter nunca ganhou o Oscar, embora tenha sido indicado algumas vezes. Não seria o caso de corrigir a injustiça histórica? Afinal, acho que foi o American Film Institute, ou a própria revista Premiére (a americana) que fez a enquete, querendo saber qual era a maior interpretação da história do cinema. Quem ganhou? Peter O’Toole, por Lawrence da Arábia. Sabem de uma coisa? A gente podia fazer uma prévia. Quem ganha o SAG? E o Oscar? Quais as melhor interpretações de todos os tempos, seja de ator ou atriz? Participem!