Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » A Gaivota

Cultura

Luiz Carlos Merten

30 Junho 2007 | 17h10

Fui ontem à noite ver Gaivota, mais uma criação da Cia. dos Atores, de Enrique Diaz. É muito legal. Está no Sesc Pinheiros e eu recomendo. Gaivota é uma adaptação da peça de Chekhov. Enrique, irmão de Chico Diaz, havia feito Ensaio.Hamlet, desconstruindo a peça de Shakespeare. Ele descontrói agora Chekhov. Preferi Ensaio.Hamlet um pouco pelo inusitado, pelo que para mim era uma novidade. Neste sentido, Gaivota parece uma retomada, mas seria absurdo dizer que é uma repetição. Quando vi o Hamlet do Enrique escrevi, acho que nos Filmes da TV do Estado, que era teatro e, ao mesmo tempo, tinha ali uma coisa de cinema, como se Enrique já estivesse preparado para virar um grande diretor do cinema brasileiro. Encontrei o ator e diretor depois, no Rio, na coletiva de apresentação da minissérie Carnaval, de Cao Hamburger, na qual ele tinha um papel. Enrique me disse que morre de vontade de fazer cinema. Para quando, é só o que posso perguntar? Só quero relatar uma experiência. Chekhov é tão maravilhoso, quando mostra aqueles personagens que parecem se dissolver, com tanta consciência do seu fim – e do fim de sua classe -, que eu, às vezes, senti falta do próprio Chekhov no palco do Sesc Pinheiros. Tem um monólogo da Nina, a atriz dentro da peça, que eu gosataria de ver encenado de forma mais tradicional, como acredito que a Cia. dos Atores seja capaz. Chekhov! Acho Tio Vânia, de Andrei Konchalovski, um dos mais doloridos filmes a que já assisti. Malle fez depois Tio Vânia em Nova York, que é intrigante, divertido, inteligente, mas o Tio Vânia de Konchalovski beira o sublime. O ator é Innokenti Smoktunovski, o melhor Hamlet do cinema – Kenneth Branagh concordou comigo -, na versão dirigida por Grigori Kozintsev. Na fila para entrar no teatro encontrei Cao Hamburger, que tinha ido prestigiar seu ator em Carnaval. Cao está se preparando para fazer Carnaval 2. Já fez um pré-roteiro que resolve o desaparecimento do personagem de Jece Valadão, agora que o ator morreu. Ele só precisa que a HBO libere os recursos. Só!? Somo a opinião do Cao à minha. Ele viu Ensaio.Hamlet na quinta e se encantou. O Hamlet de Enrique Diaz já foi, mas na quarta e quinta da próxima semana você pode ver, também da Cia. dos Atores, Melodrama, com esquetes que descontroem o gênero no qual Douglas Sirk era rei. Já ia salvar para postar quando me lembrei – acho que lá por volta de 1970, Sidney Lumet adaptou A Gaivota. Nunca vi, mas Lumet é um diretor talentoso, embora irregular. Gostaria de acreditar que A Gaivota é um Lumet dos bons.

Encontrou algum erro? Entre em contato