Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » A abertura

Cultura

Luiz Carlos Merten

25 Setembro 2009 | 14h42

RIO DE JANEIRO – Andrea e Crispim me corrigem, lembrando que não foi John Lasseter quem dirigiu ‘Procurando Nemo’. Confesso que vou ter sempre dificuldade para admitir isso, porque ‘Nemo’ foi minha primeira junket e a primeira ‘não importa o quê’ a gente não esquece. E o detalhe é que o diretor creditado quase não abria a boca, só quem falava, desde o conceito até a execução, era o Lasseter, tão pai da criança que até hoje no meu imaginário o diretor é ele, nãop tem jeito. Isto posto, o Festival do Rio começou ontem à noite, uma cerimônia cujo ponto alto foi a homenagem a Jeanne Moreau, que levou Cacpá Diegues ao palco do Cine Odeon. Cacá dirigiu Jeanne em ‘Joanna Francesa’, do qual gostei desde a primeira hora, mas que não era um de seus filmes mais apreciados – pelos coleguinhas nem pelo público. Hoje, todo mundo que eu falo sobre Cacá sempre aponta ‘Joanna Francessa’ como um de seus ‘clássicos’. Entrevistei Jeanne Moreau agora de manhã e a matéria estará na edição de amanhã do ‘Caderno 2’. Mademoiselle foi ótima, mas o que mais esperar de tamanho ícone? Sei que, por conta disso, minha manhã foi corrida. Meu horário na rádio Eldorado atrasou. Normalmente, entro no ar às 7h55, mas hoje atrasei quase uma hora, por conta da explosão de ontem em São Paulo e de acidentes na Marginal que mantiveram o programa do Caio e do Daniel bem aquecido. A consequência é que só consegui tomar café e sair do hotel passado das 9 e a partir daí foi um corre-corre. Preciso comer correndo para tentar ver o Sam Mendes, ‘Distante Nós Vamos’, às 16h30. À noite, a Première Brasil deslancha com ‘Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo’ e eu preciso ver, uma que estou louco para isso, mas também, poerque faço a mediação do debate de amanhã, com Karin Ainouz e Marcelo Gomes. Madame (Agnès) Varda está no mesmo hotel que eu e tenho de dar um jeito de conversar com ela, que cancelou suas entrevistas desta tarde. Quem estava na abertura – Ang Lee não veio, mas mandou um vídeo bem simpático, dizendo de sua alegria por ‘Aconteceu em Woodstock’ ter sido escolhido para inaugurar o Festival do Rio 2009 -, entre 1001 celebridades cariocas e internacionais, era Rodrigo Santoro, que filma na Argentina o novo Rolland Joffe, como é mesmo? ‘There Be Dragons’? Rodrigo faz um camponês espanhol durante a Guerra Civil espanhola, mas, por facilidades de produção, Joffe está filmando na Argentina (como Coppola, ‘Tetro’, aliás). Deixem-me tomar pé na minha vida, hoje, e eu volto a postar.