Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » 3D

Cultura

Luiz Carlos Merten

27 Julho 2008 | 17h18

Cheguei cedo hoje no jornal porque, para ir à festa de despedida de Flávia Guerra na sexta-feira, deixei um monte de matérias pendentes. Uma página de lançamentos de DVD, incluindo ‘Charada em Veneza’, do meu adorado Mankiewicz, e o ‘Sebastiane’ de Derek Jarman, mais a crítica de ‘Arquivo X’ e os filmes na TV. Só isso já exigiria muito trabalho, mas ainda morreu Yossef Chahine e terminou sendo punk. Sem a ajuda do Bira, meu colega Ubiratan Brasil, não teria terminado no deadline (14h30). Resumida a minha vida de hoje – meus colegas Beth Nespoli e Lauro Garcia Lisboa dizem que é exibicionismo e que nada disso interessa a ninguém -, vamos aos filmes. Vou começar pela versão 3D de ‘Viagem ao Centro da Terra’. Mas que filme ruim! Com a terceira dimensão, existem alguns efeitos divertidos, mas é tudo tão previsível – a aventura, a ‘dramaturgia’ – que eu imagino que o filme, na tela plana, seria insuportável. A aventura antiga, com direção de Henry Levin, era muito (mas muito…) melhor. Para não dizer que joguei dinheiro fora – R$ 23 foi o que paguei pelo ingresso -, tem uma propaganda legal do sistema 3D, um clipe do U2. Teria sido muito melhor se, em vez desse Jules Verne de araque, tivesse visto o show inteiro da banda. Sobre a terceirta dimensão, propriamente dita, tive uma sensação desagradável. Os planos próximos e de detalhes – todo tipo de objeto ou detrito que é lançado contra a platéia – funcionam, mas o que são os planos gerais, em que a câmera se coloca à distância? As pessoas se movem de uma maneira muito estranha, parecem desproporcionais, como se fossem miniaturas. Não gostei, não. Prefiro o John Wayne que avança para a câmera em ‘Caminhos Ásperos’ (Hondo), de John Farrow, pai de Mia, cuja versão em 3D assisti no ano passado, em Cannes, durante a homenagem ao centenário do ‘Duke’. Sobre o preço, se o 3D custa R$ 23 por cabeça, quanto custará o ingresso da sala Imax de Adhemar Oliveira, no Shopping Bourbon, quando finalmente for inaugurada? Não quero nem pensar…