O adeus a Benito Maresca

João Luiz Sampaio

11 Junho 2011 | 14h28

Acabo de receber a triste notícia da morte, agora cedo, do tenor Benito Maresca. As palavras faltam no momento para descrever o carinho que ele inspirava a todos nós amantes da ópera e as grandes atuações no palco, que minha geração conheceu apenas por meio de gravações e registros – e da conversa com quem teve o privilégio de vê-lo em ação. O timbre era incrível, a técnica, o legato, a musicalidade. Mas Benito não foi apenas um grande cantor. Como professor, ajudou a formar dezenas de cantores que hoje se destacam nos nossos palcos. Como jornalista, um dos grandes privilégios que tive foi poder entrevistá-lo, para o jornal e outros projetos. A família, nesse instante, está tentando organizar o velório. Assim que tiver mais informações, passo a vocês. Por enquanto, deixo todo o carinho para a família, os amigos, nesse momento tão difícil. Benito vai fazer falta. Jamais será esquecido.