Cultura Artística fará temporada 2018 sem Lei Rouanet

Cultura Artística fará temporada 2018 sem Lei Rouanet

Segundo entidade, novas regras exigiram mudança; entre as atrações anunciadas estão a pianista Yuja Wang e a meio-soprano Magdalena Kozena

João Luiz Sampaio

17 Outubro 2017 | 06h56

A Cultura Artística terá dez atrações em 2018 – entre elas, a pianista Yuja Wang (foto) e a meio-soprano Magdalena Kozena. Mas as novidades não estão apenas sobre o palco: a partir do ano que vem, a entidade não utilizará mais a Lei Rouanet em sua temporada de assinaturas, que foi remodelada – as atrações, com exceção das orquestras, farão apenas um concerto.

Segundo Frederico Lohmann, superintendente da entidade, a decisão está relacionada às recentes mudanças na lei. “Dois aspectos se mostraram bastante desafiadores. O primeiro deles diz respeito à distribuição dentro da sala. Segundo as novas regras, 50% do público deve ter acesso gratuito ou promocional a preço não superior ao valor do Vale Cultura. Considerando que 65% do público da Cultura Artística é composto de assinantes, esta distribuição não seria possível”, explica. “O segundo ponto diz respeito ao preço médio dos ingressos da outra metade do público, que passou a ser limitado a R$ 150, o que infelizmente não é compatível com a estrutura de custos das nossas atrações”, completa, ressaltando que a Lei Rouanet continuará a ser um “importante apoio” para os projetos educativos e para atrações extra-assinaturas.

Com as mudanças, as duas séries de assinaturas passam a ser compostas por seis concertos entre as dez atrações do ano – as exceções são as orquestras, que atuam em ambas as séries. Quem quiser assinar toda a temporada terá condições especiais. A primeira atração do ano será, em março, o jovem e celebrado pianista polonês Jan Lisiecki, o primeiro de uma lista de grandes representantes do instrumento na agenda da entidade: Nelson Goerner será o solista, em maio, da Orquestra de la Suisse Romande; e, em outubro, Yuja Wang, estrela internacional do piano, faz recital solo.


Além da Orquestra de la Suisse Romande, integra a programação um dos mais tradicionais conjuntos europeus, a Filarmônica de Dresden, sob regência de seu diretor Michael Sanderling. A música de câmara também tem destaque, com a Camerata Salzburg (em concertos com a meio-soprano Bernarda Fink); o grupo Les Violons du Roy (com Magdalena Kozena); a Geneva Camerata (com o violoncelista Pieter Wispelwey); o Quarteto Modigliani (com o pianista Jean-Frédéric Neuburger); a Orquestra de Câmara de Viena; e o duo formado pela violinista Carolin Widman e o pianista Denis Kozhukhin.

A venda de assinaturas segue um calendário específico. De 23/10 a 10/11, acontecem as renovações; no dia 22/11, serão feitas trocas para Amigos da Cultura Artística e, nos dias 23 e 24/11, para os demais assinantes. Novas assinaturas para os Amigos poderão se feitas nos dias 30/11 e 1º/12 e, para o público em geral, a partir do dia 4/12. Mais informações pelo site da Cultura Artística.