O disco mais importante da história

Estadão

01 Junho 2007 | 16h53

sgt peppers

Como seria a capa do Sgt. Pepper’s se o disco fosse lançado hoje?

A imagem acima é uma montagem da famosa capa dos Beatles com novos
integrantes. Aqui está a lista de quem está na ‘nova’ capa do ‘Sgt.
Pepper’s’. Em frente ao número, a personalidade atual. Em seguida, o
substituído:

1. Paulo Coelho, escritor e guru
Sri Yukteswar (guru)

2. Marilyn Manson, rockstar
Aleister Crowley (ocultista)

3. Nicole Kidman, atriz
Mae West (atriz)

4. Jerry Seinfeld, comediante
Lenny Bruce (comediante)

5. Lou Reed, cantor e compositor
Karlheinz Stockhausen (compositor)

6. Jim Carrey, ator
W. C. Fields (comediante)

7. Spencer Johnson, autor de ‘Quem Mexeu no Meu Queijo?’
Carl Gustav Jung (psicólogo)

8. Stephen King, escritor
Edgar Allan Poe (escritor)

9. Michael Jackson, cantor
Fred Astaire (ator e dançarino)

10. Romero Britto, artista plástico
Richard Merkin (artista plástico)

11. Rê Bordosa, pin up de Angeli
Vargas Girl (pinup de Alberto Vargas)

12. Colin Farrell, ator e bad boy
Huntz Hall (ator e bad boy)

13. Philip Starck, designer
Simon Rodia (designer e arquiteto)

14. Bob Dylan, cantor e compositor
Bob Dylan (cantor e compositor)

15. Stan Lee, desenhista de HQs
Aubrey Beardsley (ilustrador)

16. Tony Blair, Primeiro Ministro Britânico (1997-2007)
Sir Robert Peel (Primeiro Ministro Britânico, 1834-1846)

17. George Lucas, cineasta visionário)
Aldous Huxley (escritor visionário)

18. Renato Russo, poeta e cantor
Dylan Thomas (poeta)

19. Arnaldo Jabor, jornalista polêmico
Terry Southern (escritor polêmico)

20. Laura Pausini, cantora italiana
Dion (cantora italiana)

21. Tom Cruise, ator
Tony Curtis (ator)

22. Andy Warhol, artista plástico
Wallace Berman (artista plástico)

23. Tom Cavalcante, humorista
Tommy Handley (comediante)

24. Scarlett Johansson, atriz
Marilyn Monroe (atriz)

25. Hunter Thompson, escritor
William S. Burroughs (escritor)

26. Philip Kotler, marqueteiro
Sri Mahavatar Babaji (guru)

27. Renato Aragão, comediante
Stan Laurel (comediante)

28. Gustavo, grafiteiro (os gêmeos)
Richard Lindner (artista plástico)

29. Jô Soares, humorista
Oliver Hardy (ator e humorista)

30. Hugo Chávez, comunista
Karl Marx (filósofo e comunista)

31. Steven Spielberg, cineasta)
H.G. Wells (escritor visionário)

32. Deepak Chopra, guru
Sri Paramahansa Yogananda (guru)

33. Stanley Kubrick (cineasta)
Sigmund Freud, pai da psicanálise

34. Francenildo Pereira, caseiro
Estátua de cera de desconhecido

35. Pete Best, ex-Beatle
Stuart Sutcliffe (ex-Beatle)

36. Anônimo
Estátua de cera de desconhecido

37. Woody Allen, humorista
Max Miller (humorista)

38. Aline, HQ de Adão Iturrusgarai
Petty Girl (personagem de G. Petty)

39. Johnny Depp, ator
Marlon Brando (ator)

40. Clint Eastwood, ator
Tom Mix (ator)

41. Morrissey, cantor e poeta
Oscar Wilde (escritor e poeta)

42. Antonio Banderas, ator
Tyrone Power (ator)

43. John Galiano, estilista
Larry Bell (artista plástico)

44. Amyr Klink, aventureiro
Dr. David Livingstone (explorador)

45. Christopher Reeve, Superman
Johnny Weissmuller (Tarzan)

46. Asne Sei erstad, jornalista
Stephen Crane (escritor)

47. Steve Martin, humorista
Issy Bonn (comediante)

48. Mel Brooks, roteirista
George Bernard Shaw (dramaturgo)

49. David Carson, designer
H.C. Westermann (escultor)

50. Ronaldo, jogador de futebol
Albert Stubbins (jogador de futebol)

51. Osho, guru
Sri Lahiri Mahasaya (guru)

52. J.K. Rowling, autora de ‘Harry Potter’
Lewis Carroll (autor de ‘Alice no País das Maravilhas)

53. Peter O’Toole, ator de ‘Lawrence da Arábia’
T.E. Lawrence (Lawrence of Arábia)

54. Mike Tyson, boxeador
Sonny Liston (boxeador)

55. Magali, personagem de Maurício de Sousa
Petty Girl (personagem de George Petty)

56 e 57. George Harrison e John Lennon, Beatles de cera

58. Dakota Fanning, atriz mirim
Shirley Temple, atriz mirim

59 e 60. Ringo Starr e Paul McCartney, Beatles de cera

61. Stephen Hawking, físico
Albert Einstein (físico)

62, 63, 64, 65. John Lennon, Ringo Starr, Paul McCartney e George Harrison, Beatles

66. Justin Timberlake, cantor
Bobby Breen (cantor)

67. Meryl Streep, atriz
Marlene Dietrich (atriz)

68. Daniella Cicarelli, modelo
Diana Dors (modelo e atriz)

69. Dakota Fanning, atriz (de novo)Shirley Temple, atriz (de novo)

70. Chucky, brinquedo assassino
Boneco fã dos Rolling Stones

sgt peppers numeros

O disco mais importante da história

Quando alguém classifica um trabalho como o melhor da carreira de
determinado artista, normalmente diz que o disco ‘é o seu Sgt. Pepper’s’. Não há elogio maior no meio musical.

Sgt. Pepper’s é sinônimo de obra-prima desde o seu lançamento, em 1967. O disco mais importante da história completa 40 anos hoje. E, incrivelmente, exibe a vitalidade de um garoto com uma guitarra na mão.
É interessante situá-lo na história da música popular para entender a sua
importância. Em 1967, os Beatles não eram apenas a maior banda do planeta, mas um grupo de verdadeiros profetas que ditavam o comportamento da juventude em praticamente todos os seus aspectos, da moda à filosofia de vida.

O conceito de Sgt. Pepper’s – uma obra composta e tocada por uma banda
tradicional formada por ‘versões’ de John, Paul, George e Ringo – nasceu na cabeça de Paul McCartney. “Estávamos cansados de ser os Beatles. Pensei: ‘Que tal se nos disfarçássemos de personagens?’ As músicas de John seriam cantadas pelo seu alter-ego, que cantaria exatamente como John. Toda vez que fosse uma balada típica de Paul, eu mesmo cantaria como Paul. Isso nos libertou”, explicou McCartney à revista Rolling Stone em 1987. Para entender por que Paul reclamava dizendo que eles estavam ‘cansados dos Beatles’, é bom voltar um pouco na história e lembrar como era a carreira da banda pouco antes de 1967. Desde 1964, quando a Beatlemania estourou nos Estados Unidos, o quarteto de Liverpool já não conseguia nem mais se ouvir no palco, encobertos pelos gritos histéricos dos fãs. Isso levou a banda a abandonar as turnês mundiais.

O que restou? A vida no estúdio, onde os Beatles – e o igualmente genial produtor George Martin – tinham todo o tempo do mundo para criar, experimentar e abusar de idéias malucas… muitas delas inspiradas pela vida alucinógena da geração flower-power nos anos 60.

Voltando ao conceito de Paul, a idéia de ter ‘A Banda do Clube de Corações Solitários do Sargento Pimenta’ interpretando canções dos Beatles já seria original e revolucionária por si só, mas o toque de genialidade só ficou completo quando o disco chegou às lojas e aos toca-discos dos fãs: não apenas o conceito por trás do álbum era incrível – com sonoridades e letras que contavam histórias interligadas de maneira inteligente –, mas vinha embalado com uma capa nunca antes vista e um encarte duplo que vendia o conceito do disco de maneira extremamente bem sacada. O fã tinha nas mãos o pacote completo. O disco mais perfeito da história.

Outro aspecto que contribuiu para a fama do álbum foi a variedade de estilos musicais que o compõe. Há canções para todos os gostos: rock, jazz, pop, orquestrações e até música hindu, tocadas na cítara pelo guitarrista George Harrison.

É interessante ouvir Sgt. Pepper’s numa época em que a ‘cultura do disco’ está cada vez mais perto do fim. Com o iPod, é possível comprar canções separadamente, não importa se foram gravadas neste ou naquele disco. Isso acaba com o conceito de álbum como obra definitiva, quando o disco (de vinil) era planejado da ‘primeira faixa do lado A’ à ‘última faixa do lado B’.

Sgt. Pepper’s, porém, é um disco para ser ouvido à moda antiga: na ordem
pensada pelo artista, em que as letras e idéias têm começo, meio e fim. Os maiores sucessos dos Beatles (Yesterday, She Loves You, etc) não estão
aqui… mas como resistir a um disco que começa com ‘Sgt. Pepper’s’ e termina com ‘A Day in the Life’? Simples: é só ouvi-lo novamente. Eternamente.

(matéria publicada originalmente no Jornal da Tarde)