Estante de Letrinhas no jornal: 1ª edição traz Fernando Vilela, Alexandre Rampazo, Eva Furnari e Ilan Brenman
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Estante de Letrinhas no jornal: 1ª edição traz Fernando Vilela, Alexandre Rampazo, Eva Furnari e Ilan Brenman

Suplemento apresenta lançamentos, autores, conto inédito, entrevista com criança que ama ler, dicas de leitura e indicação de passeio

Bia Reis

09 Outubro 2016 | 03h00

capa-estante-impresso1

 

APRESENTAÇÃO

Para comemorar o mês das crianças, o Estadão preparou uma programação especial de literatura infantil para pais e filhos. Aqui você encontrará dicas para incentivar a leitura e indicações de livros e de autores que fazem literatura de qualidade no Brasil e no exterior.


Na primeira edição, os destaque são o livro Abrapracabrasil!, de Fernando Vilela, e o conto inédito Coisas Perdidas, escrito e ilustrado por Alexandre Rampazo.

Há também breves perfis de dois importantes autores – Eva Furnari e Ilan Brenman –, além de uma entrevista com Ana Clara Naoum Cavalcante, de 9 anos, uma menina apaixonada por livros.

Este suplemento foi pensado para que os adultos leiam junto com as crianças. Aproveite para relembrar com ela seus livros de infância. Afinal, não há nada melhor do que compartilhar, seja o tempo ou as memórias.

Aqui no blog você terá verá, ao longo deste mês, entrevistas feitas por mim e pela TV Estadão com especialistas em leitura e vídeos com relatos de pessoas que tiveram a vida modificada pela literatura.

 


 

CAPA

Abrapracabrasil!

S11 ARQUIVO 05/10/2016 METROPOLE LIVROS INFANTIS Ilustracao do livro ABRADPRACABRASIL! FERNANDO VILELA FOTO REPRODUCAO

Misture uma cabra, um jacaré e uma lâmpada mágica. Você imagina o que pode acontecer?

Para o artista plástico e autor de literatura infantil Fernando Vilela, cabra, jacaré e lâmpada mágica deram um livro: Abrapracabrasil!

A história é uma continuação de um outro livro do Fernando, o Abrapracabra!, em que cabra e jacaré viajam pelo mundo. Agora, os dois amigos partem em uma viagem pelo Brasil, explorando cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Recife e lugares como Inhotim, um museu de arte a céu aberto em Minas Gerais, e uma aldeia indígena na Amazônia.

“Escolhi locais que eu conheci e que me encantaram profundamente”, contou Fernando, que escreveu a história em forma de poesia e de um jeito muito engraçado.

Para fazer as ilustrações, Fernando trabalhou com várias técnicas.Fez os desenhos com lápis e uma tinta preta chamada nanquim. Também usou a xilogravura, uma técnica de impressão antiga, e carimbos. Depois, no computador, ele aplicou as cores.

Quem é: Fernando Vilela é artista plástico, professor de arte, escritor e ilustrador. Nasceu em São Paulo, em 1973, e já ilustrou mais de 70 livros para crianças, sendo que em 16 deles assina também o texto. Com sua mulher, a escritora e educadora Stela Barbieri, Fernando toca o Bináh Espaço de Arte, na Vila Romana, em São Paulo, onde são oferecidos cursos de literatura, arte e cultura.

Serviço
Abrapracabrasil!
Autor: Fernando Vilela
Editora: Brinque-Book
Indicação: A partir de 2 anos (leitura compartilhada) ou 7 anos (leitura autônoma)
Preço: R$ 38

Fernando já esteve muitas vezes nesta Estante de Letrinhas, com Contêiner e Quero Colo!, O Jabuti, a Baleia e a Anta, Três Tigres Tristes e O Voo de Vadinho, entre outros.

 


 

MÃO NA MASSA

Para ler e brincar

bichologico2

Um gato chinês com olhos azuis, orelhas levantadas e um chapéu de cozinheiro. Um macaco português com um nariz estranho e fios de cabelos espetados. Esses são alguns dos personagens que a escritora e ilustradora Paula Taitelbaum criou no seu livro Bichológico.

A cada página, ela acrescenta novas características aos bichos, tanto com palavras como nas imagens. As ilustrações são feitas com papéis coloridos recortados em formas geométricas: círculos, triângulos, quadrados e retângulos. Depois de ler o livro, você pode recortar suas próprias figuras e criar outros personagens. É só usar a imaginação!

bichologico1

Serviço
Bichológico
Autora: Paula Taitelbaum
Editora: Piu
Indicação: A partir de 3 anos
Preço: R$ 35 (capa dura)

 

Lançamentos

Adélia

Durante o dia, Adélia brinca com seus irmãos. Mas à noite algo surpreende acontece. Ele caminha no escuro até uma casa desconhecida e entra na biblioteca, onde a cada livro que lê acredita que encontrou o melhor da sua vida. Jean-Claude Alphen usa poucas palavras e muitas ilustrações para contar essa história de amizade e amor aos livros.

adelia1

Serviço
Adélia
Autor: Jean-Claude Alphen
Editora: Pulo do Gato
Indicação: A partir de 4 anos
Preço: 43,80

 

Bem Lá no Alto

Um urso faminto vê um bolo na janela no alto de uma casa. Sozinho, a tarefa parece muito difícil. Logo aparecem um porco, um cachorro, um coelho e muitos outros animais. A história mostra como é bom ter amigos por perto quando precisamos de ajuda.

bem la no alto1

Serviço
Bem Lá no Alto
Autora: Susanne Straber
Editora: Companhia das Letrinhas
Indicação: A partir de 0 ano
Preço: R$ 34,90

 

Limeriques Trava-Línguas

Em Limeriques Trava-Línguas você encontrará 24 poemas que falam de temas comum da vida das crianças, como animais, frutas e doces. Para escrevê-los, Viviane Veiga Távora juntou duas coisas – poemas curtinhos e divertidos (que são chamados de limeriques) e aquelas frases que enrolam a língua quando queremos falar rápido (trava-línguas). Para ilustrar, Larissa Ribeiro misturou desenhos, colagens e fotos.

Serviço
Limeriques Trava-Línguas
Autoras: Viviane Veiga
Távora e  Larissa Ribeiro
Indicação: A partir de 4 anos
Editora: Panda Books
Preço: R$ 34,90

 


 

PERFIL

Eva Furnari

Crédito: Laura Furnari

 

Eva Furnari nasceu em Roma, na Itália, e veio para o Brasil quando tinha 2 anos. Sua paixão pelo desenho começou quando era criança. “Desenhava praticamente todos os dias”, lembra. Na faculdade, conheceu um livro com histórias contadas apenas com imagens. E pensou que poderia fazer algo parecido. Assim nasceram seus primeiros livros, que formaram a Coleção Peixe Vivo (Editora Ática).

Com o tempo, Eva passou também a escrever. Em sua carreira, criou personagens que encantaram gerações, como a Bruxinha e Felpo Filva. Seu lançamento mais recente é Drufs (Editora Moderna), em que conta a história de famílias muito diferentes.

** Detalhe: Para ilustrar as famílias, Eva decorou os seus próprios dedos e os fotografou.

 

Ilan Brenman

Crédito: Ana Carolina Shiokawa

 

Quando perguntavam o que queria ser quando crescer, Ilan Brenman tinha várias respostas na ponta da língua: astronauta, homem-aranha ou jogador de futebol. Mas acabou virando escritor. “Uma criança me pediu para contar uma história e eu disse que não sabia. Ela falou: ‘Então inventa!’. Foi assim que me tornei escritor”, conta o autor.

ilan1

O primeiro livro de Ilan foi O Pó do Crescimento (Editora WMF Martins Fontes) e depois dele vieram outros 70, como Cicatriz (Companhia das Letrinhas), com desenhos de Ionit Zilberman, que ilustra este post. Seu maior sucesso é Até as Princesas Soltam Pum (Editora Brinque-Book), também com ilustrações de Ionit e já foi traduzido para 11 idiomas.

 


 

CONTO INÉDITO

Coisas perdidas, escrito e ilustrado por Alexandre Rampazo

“Menino, já tá dormindo?”
Que tipo de pergunta é essa que a mãe da gente faz?
Eu teria que estar acordado pra poder responder, certo?
E se eu estava acordado quando respondi: “Tô! Já tô dormindo!”.
Então é porque eu não estava dormindo, deu pra entender?
Bom, de qualquer maneira, foi aí, neste exato momento, que percebi que havia perdido meu sono.
Minha mãe vive dizendo que perco as coisas:
“Menino, você perdeu o juízo?”
“Menino, você perdeu um parafuso?”
“Menino, você perdeu as estribeiras?”.
Nunca sei quando perco essa tal de estribeira, mas é mais uma das coisas que a mãe sempre diz que perco.
Perdi o sono. Outra coisa perdida pra minha coleção.
Então pra não ganhar mais uma bronca da mãe, resolvi começar a procurar o sono que eu havia perdido.
Comecei procurando embaixo da cama.
Achei o olho esquerdo da boneca falante da minha irmã; a parte vermelha do bloco de montar (que estava desmontado só por causa desta peça que faltava); e a dama branca do jogo de tabuleiro.
O sono que é bom, não estava ali.
Procurei no fundo da gaveta de meias e achei a concha muda sem o som do mar; a meia sem par do meu vô Agenor; uma lagartixa sem rabo; e uma prova velha de matemática sem a assinatura da mãe…
Mas nada do sono perdido.
Depois fui procurar no armário e achei o livro da biblioteca que esqueci de devolver; uma folha seca presa num graveto, que esqueci de pisar; o monstro do armário disfarçado de abajur que o pai falou que nunca estava lá; e um chiclete mastigado grudado na prateleira que depois termino de mascar.
Ali meu sono não estava também.
Como a luz da minha lanterna já estava ficando fraca, voltei pra cama, coloquei a cabeça no travesseiro e fiquei pensando onde raios eu poderia ter perdido esse meu sono.
No final, acabei deixando pra lá e resolvi ir dormir.
Amanhã quando acordar, eu procuro direito.
Boa noite.

 

Alexandre Rampazo já ilustrou mais de 40 livros para crianças. É autor de sete obras, entre elas o recém-lançado Este é o Lobo, da Editora DCL. E já esteve muitas vezes nesta Estante de Letrinhas, com A Princesa e o Pescador, O Pequeno Samurai e As Três Velhinhas.

 


 

ENTREVISTA

** Este espaço é para as crianças leitoras contarem porque gostam de ler e indicar seus livros preferidos.

Ana Clara Naoum Cavalcante tem 9 anos e é daquelas meninas devoradoras de livros. Ela adora histórias de viagem, de aventura e de comédia – e também as que  depois viram filmes. Ana tem um irmão menor, o Gael, de 3 anos, e costuma ler para ele, principalmente quando sua mãe não pode. Nesta entrevista, ela fala sobre seus livros preferidos e indica alguns para vocês:

Crédito: Hélvio Romero/Estadão

 

Você gosta mais quando seus pais leem para você ou de ler sozinha?
Prefiro ler sozinha porque eu desenvolvo minha leitura e aprendo novas palavras. E também porque quando minha mãe está fora eu não preciso esperar ela chegar.

Quando você costuma ler?
Gosto de ler antes de dormir e também de manhã, quando o prazo para devolver o livro na biblioteca está acabando. Também leio no banheiro para não ficar entediada.

Que tipo de histórias você gosta mais?
Eu amo os livros de viagem, como a série da Pilar, os de comédia e também os de aventura.

Você lê para o seu irmão?
Sim, principalmente quando a minha mãe não pode ler para ele. Normalmente ele escolhe um livro e depois de ouvir a história ele gosta de explicar o que aconteceu.

Qual é o seu livro preferido?
O melhor livro que li na minha vida foi Diário de Pilar na Grécia. Tem aventura e é uma história muito bonita. Depois que eu leio livros como os da Pilar fico com vontade de conhecer os lugares. Também adoro guias de viagem

O que você está lendo agora?
Uma coleção que se chama Mortos de Fama, de comédia. É muito engraçada. Já li o livro do Alexandre, o Grande, o do Elvis e agora estou lendo o do Tutancâmon.

Você me contou que gosta muito de livros que depois viram filme. Por quê?
Gosto de ver a diferença entre as duas histórias, de descobrir qual é mais legal e qual é mais chata. Normalmente gosto mais da história do livro porque é original, é mais verdadeira.

Por que você gosta tanto de ler?
Quando o livro é muito bom, eu mergulho na história e acho que estou dentro dela. Às vezes fico imaginando que sou a narradora.

 

Livros citados pela Ana Clara

pilar4Serviço
Diário de Pilar  na Grécia
Autores: Flávia Lins e Silva e Joana Penna
Editora: Pequena Zahar
Indicacão: A partir de 8 anos
Preço: R$ 44,90

 

12379 - Alexandre o grande

Serviço
Alexandre, o Grande – E Sua Sede de Fama
Autores: Phil Robins e Clive Goddard
Editora: Seguinte
Indicação: A partir de 8 anos
Preço: R$ 34,90

 

tutancamon

Serviço
Tutancâmon e Sua Tumba Cheia de Tesouros
Autores: Michael Cox e Clive Goddard
Editora: Seguinte
Indicacão: A partir de 8 anos
Preço: R$ 34,90

 

Ana Clara indica: O Mágico de Oz

“O livro conta a história da vida da pequena Dorothy, quando ela estava em casa e depois em Oz. No começo achava confuso, mas depois fui descobrindo o sentido das palavras.”

 

Serviço
O Mágico de Oz
Autor: L. Frank Baum
Editora: Zahar
Indicação: A partir de 8 anos
Preço: R$ 29,90

 


 

DICAS

Para gostar de ler

Quem descobre o prazer da leitura, lê para o resto da vida. Mas como fazer a criança se interessar pelos livros numa época em que eles disputam a atenção com celulares, tablets e videogames?

A primeira dica é leia para seu filho, independentemente da idade que ele tenha. Mesmo um bebê pequeno pode ser beneficiado pela leitura em voz alta. Escolha um momento tranquilo, coloque-o no seu colo e leia do seu jeito – não há certo ou errado. O bebê se acostuma com o tom de voz, o ritmo das histórias e estabelece o primeiro contato com o livro.

Oferecer livros variados também é importante para formar um leitor. Mostre obras em prosa e poesia, de autores com diferentes estilos e projetos gráficos variados. Assim, a criança amplia o repertório, se desenvolve e aos poucos conseguirá fazer suas escolhas.

Participe com seu filho da programação oferecida por bibliotecas e livrarias. Há oficinas, lançamentos de livros e contação de histórias. Procure filmes, peças e exposicões, como a que está abaixo, inspirados em livros.

Encontre outras maneiras e coloque a  literatura no seu cotidiano.

 


 

NÃO PERCA

Experiência Alice

alice1-AMANDA PEROBELLI

Crédito: Amanda Perobelli/Estadão

 

Você conhece a Alice, o Coelho Branco, o Chapeleiro Maluco e a Rainha Vermelha? Esses personagens são do clássico Alice no País das Maravilhas, livro do escritor Lewis Carroll que foi publicado pela primeira vez em 1865. Desde então, a obra ganhou muitas versões, virou filme, peça de teatro e agora a exposição Experiência Alice, em cartaz em São Paulo. A mostra é interativa e tecnológica: prepare-se para cair na toca do coelho e tomar chá com o Chapeleiro Maluco!

 

Serviço
Local: Shopping JK Iguatemi, na Avenida
Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041 – Itaim Bibi
Período: De 6 de outubro a 30 de novembro
Horário: De segunda a sábado, das 10 às 21 horas; domingos e feriados, das 11 às 19 horas
Preço: R$ 35 (gratuito para crianças até 2 anos; de 2 a 12 anos há meia entrada)
Ingressos: www.ingressorapido.com.br