Revolução Russa – “Os niilistas estão chegando” de Ivan Turgeniev

Revolução Russa – “Os niilistas estão chegando” de Ivan Turgeniev

"Pais e Filhos". Moscou, 1862 d.C..

Estado da Arte

22 Outubro 2017 | 08h00

Após se graduar na Universidade de Petersburgo, Arcádio Kirsanov, acompanhado de seu amigo Bazárov, retorna a uma província remota da Rússia para visitar seu pai, Nicolau Pietróvich, há tempos viúvo e dono de um modesto latifúndio. Constrangido, Nicolau revela ao filho que se casou com uma de suas servas, Fiênitchka, mas Arcádio reage com uma estranha indiferença, dizendo-se adepto de uma nova filosofia de vida. O irmão de Nicolau, Páviel, um ex-militar amargurado, antipatiza de cara com Bazárov, e enquanto esse está fora numa pequena expedição em busca de rãs para seus experimentos científicos, indaga o sobrinho Arcádio, que lhe informa que seu amigo é um “niilista”. Perplexos com o termo inaudito os irmãos tentam compreendê-lo por associação ao latim nihil, nada. Os atritos aumentam com o passar dos dias e Páviel revela ao irmão e ao sobrinho que despreza Bázarov com “toda a sua alma” e que só espera uma oportunidade para um inevitável combate. Agora, os quatro estão reunidos para o chá da tarde.  


Confira no Grande Teatro do Mundo