Várias opções para pular o carnaval e o pré-carnaval deste ano
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Várias opções para pular o carnaval e o pré-carnaval deste ano

Redação Divirta-se

28 Janeiro 2016 | 16h15

Alguns blocos carnavalescos já apareceram, de forma tímida, este ano. Mas é a partir de hoje (29) que as ruas da cidade serão tomadas por centenas de foliões. As opções são muitas. E, para você não se perder, o Divirta-se preparou um roteiro com 50 blocos.

Eles estão divididos por data, como uma grande agenda que vai até meados de fevereiro. Nela, há informações sobre o local e o horário da concentração, além de um link que leva à página oficinal de cada evento. Como esses dados estão sujeitos a alterações em cima da hora, é sempre bom confirmar o bloco escolhido antes de vestir a fantasia.

Além do carnaval de rua, inteiramente gratuito, selecionamos opções de bailinhos e espetáculos temáticos para as crianças. Há ainda dicas de como aproveitar os últimos ensaios das escolas de samba (ou vê-las no Sambódromo). Pretende dar um pulo no litoral? Nós também temos dicas para você.
Rafael Abreu (com colaboração de André Carmona e Celso Filho)

29/1

+ Surgida na década de 1970, em torno da boemia dos bares próximos à USP, a Bantantã é movida ao som de marchinhas. Av. Valdemar Ferreira, 231, Butantã. 18h. Inf.: bit.ly/bantant

+ Entre os fundadores do Vem Ni Mim Que Eu Tô Com Tudo, que desfila ao som de axé, marchinhas e fanfarra, está Mauricio Magalhães, sócio da Banda Eva. R. Canadá, 301, Jd. América. 18h. Inf.: bit.ly/vemni

30/1

+ A animação do Arrianu Suassunga fica por conta de dançarinas e uma orquestra de alfaias, que toca ritmos tradicionais nordestinos. R. Guaicuí, 61, Pinheiros. 17h. Inf.: bit.ly/arrissun

+ O carioca Bangalafumenga desfila em São Paulo desde 2011. Este ano, tocam de samba a congo
com uma banda e 250 batuqueiros, sob o tema ‘Abre a Porta, Gente!’. Metrô Tiradentes, Luz. 10h. Inf.: bit.ly/galafu

+ No Bicho Maluco Beleza, o músico pernambucano Alceu Valença recebe convidados especiais. Este ano, Fafá de Belém e Rodrigo Maranhão estão entre eles. Monumento às Bandeiras, Ibirapuera. 10h30. Inf.: bit.ly/chomabi

+ “Os hits que circulam na boca do povo dos palquinhos desse Brasil afora” dão o tom do blókõkê, que
desfila pela primeira vez. Nas fantasias, muita purpurina e néon. Lgo. do Arouche, Centro. 18h. Inf.: bit.ly/blokoke

 

Foto: Bruno Yanagizawa/Div.

Foto: Bruno Yanagizawa/Div.

+ O Ritaleena (foto) tem tanto o repertório quanto o figurino inspirados em canções de Rita Lee. No desfile, ‘Ovelha Negra’ vira frevo, por exemplo. R. dos Pinheiros com R. Joaquim Antunes, Pinheiros. 14h. Inf.: bit.ly/ritlee

+ O Ciga-nos é criação de Ricardo e Denny Don, também por trás da balada ‘Venga Venga’. De inspiração cigana, o bloco desfila ao som de fanfarras, tarantelas e marchinhas turcas. Viaduto
S. Ifigênia, Centro. 17h. Inf.: bit.ly/cignoss

+ O Casa Comigo brinca com a vontade (quase) coletiva de estar solteiro no carnaval. Com bom humor, seu repertório engloba marchinhas próprias e versões românticas. Av. Brig. Faria Lima, 196, Pinheiros. 11h. Inf.: bit.ly/csacom

+ O Chega Mais toca em dois dias – primeiro, entre o Bangalafumenga e o Sargento Pimenta; depois, sozinho, na Vila Madalena. Metrô Tiradentes, Luz. 30/1, 11h. R. Mourato Coelho com R. Inácio Pereira da Rocha, V. Madalena. 14/2, 9h. Inf.: bit.ly/chgmi

+ De inspiração nordestina, A Ema Gemeu de Canto a Canto faz uma homenagem a Dominguinhos em seu desfile. No repertório, muito forró, xote, xaxado e baião. Av. Brig. Faria Lima, 364, Pinheiros. 12h. Inf.: bit.ly/emagemeu

O Kolombolo Diá Piratininga valoriza a herança africana do País. As cores do cordão são as mesmas de Angola: vermelho, preto e amarelo. Este ano, sua bateria homenageia o sambista paulista Mário Ezequiel. Pça. Aprendiz das Letras, V. Madalena. 11h. Inf.: bit.ly/klmbel

+ O Bloco Pau-Brasil é organizado pela Universidade Antropófaga do Teatro Oficina. O som
é adequado: a bateria toca poemas de Oswald de Andrade musicados, composições de Villa-Lobos, sambas e outros ritmos. R. Jaceguai, 520, Bexiga. 30/1 e 31/1, 15h. Inf.: bit.ly/pbras

+ Formado por estudantes de religiões afro-ameríndias, o Bloco Independente Pimentas do Reino tem como tema a energia vital de todos os seres. Para alinhar os chacras, ritmos espirituais como a Marcha-Congo. R. Fidalgo, 800, V. Madalena. 14h. Inf.: bit.ly/pimreino

 

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

+ O Me F*** que Eu Sou Produção (foto) surgiu da indisponibilidade dos produtores culturais que o criaram, que nunca estavam livres no carnaval. Por isso, sai no pré-carnaval da cidade, ao som de brasilidades. Pça. Roosevelt, Bela Vista. 15h. Inf.: bit.ly/mefde

+ O Saia de Chita foi fundado por paulistanos que se fantasiaram com o tecido ao pular a festa em São Luís do Paraitinga. O repertório brasileiro é tocado por banda, mas há ainda discotecagem. R. Tucuna, 1.150, Pompeia. 15h. Inf.: bit.ly/chiita

+ As canções dos Beatles são reinventadas pelo carioca Sargento Pimenta. Uma banda e a bateria de 140 pessoas toca ‘Penny Lane’ em ritmo de xote, e ‘Can’t Buy Me Love’ vira baião. Metrô Tiradentes, Luz. 13h. Inf.: bit.ly/sarggpim

+ O Volta Amélia faz referência ao nome da mulher de um dos fundadores (que está sempre viajando) e ao glamour da época da famosa música. No som, samba de raiz e marchinhas. R. Original, 87, V. Madalena. 15h. Inf.: bit.ly/voltame

 

31/1

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

+ O bloco da festa LGBT Gambiarra tem show de Thiago Abravanel (foto), além de DJs que tocam música brasileira. Av. Brig. Faria Lima com R. Coropés, Pinheiros. 14h. Inf.: bit.ly/ggbi

+ Puxado pelo músico Wilson Simoninha, os Acadêmicos do Baixo Augusta fazem seu desfile ao som de músicas autorais, sucessos de carnaval, rock e samba. R. da Consolação com R. Antônio Carlos, Consolação. 16h. Inf.: bit.ly/kadmics

+ O Bloco da Abolição se refere tanto à abolição da escravatura quanto à abolição do preconceito. No repertório, marchinhas tradicionais e o samba-enredo ‘Sai Zika!’. R. Abolição com R. Santo Antônio, Bexiga. 13h. Inf.: bit.ly/abole

+ O carioca Monobloco desfila pela primeira vez na cidade. A banda mistura ritmos como rock, funk e samba – e terá um set do DJ Tutu Moraes, da festa Santo Forte. Monumento às Bandeiras, Ibirapuera. 10h. Inf.: bit.ly/mnblc

+ O Nóis Trupica Mas Não Cai faz um concurso de marchinhas anual: a vencedora inicia o cortejo, que continua ao som de canções tradicionais do tipo. R. Fidalga com R. Inácio Pereira da Rocha, V. Madalena. 13h. Inf.: bit.ly/trpkaa

+ O Pilantragi surge da festa de brasilidades comandada pelo DJ Rodrigo Bento. Além de sets dele e de Lia Macedo, uma banda toca marchinhas, sambas e batuques. Av. Prof. Alfonso Bovero, 1.107, Pompeia. 14h. Inf.: bit.ly/pilant

 

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

+ As Virgens do Minhocão (foto) se inspiram numa brincadeira carnavalesca típica, que questiona a identidade de gênero. Este ano, a bateria canta um hino inspirado nos Jogos Olímpicos. Lgo. S. Cecília, S. Cecília. 15h. Inf.: bit.ly/minhovirg

+ O Quizomba é um bloco circense: os mais de cem ritmistas desfilam vestidos de palhaços, mágicos, bailarinos. Tocam de Jorge Ben a Tim Maia, passando pelos Rolling Stones. Metrô Tiradentes, Luz. 10h. Inf.: bit.ly/quizomba

+ Engajado, o Tucanistão se inspira na hegemonia do PSDB em São Paulo para criticá-la. Os foliões dançam marchinhas políticas que exploram os problemas cotidianos da cidade. Lgo. do Arouche, Centro. 14h. Inf.: bit.ly/tucna

 

1°/2

+ Munida de marchas, frevos e sambas de outros tempos, a Banda Redonda conta com foliões famosos, como Dráuzio Varela. R. Teodoro Baima, 94, V. Buarque. 19h. Inf.: bit.ly/bandaredonda

 

4/2

A PUC que Te Pariu foi criada em 2014 pelo Centro Acadêmico Leão XIII. A concentração começa em frente à universidade. R. Min. Godói, 969, Perdizes. 18h. Inf.: bit.ly/pucteq

 

5/2

+ Este ano, o Ilu Obá de Min conta com um show de Elza Soares em seu primeiro cortejo. Pça. da República, República.5/2, 19h. R. Lopes de Oliveira, 342, Barra Funda. 7/2, 14h. Inf.: bit.ly/iilbd

+ A Banda do Trem Elétrico, fundada pelos metroviários de São Paulo, emerge dos subsolos para homenagear o centenário do samba. R. Augusta com R. Luís Coelho, Consolação. 19h30. Inf.: bit.ly/blocotrem

 

6/2

+ A arte inspira o Cordão dos Mentecaptos. O desfile é organizado pela galeria Pivô, que o apresenta como um ‘bloco-exposição’. Av. Ipiranga, 200, Centro. 10h. Inf.: bit.ly/mntte

+ O astro do BlocON é Sidney Magal, que se apresenta no desfile. O cortejo também é embalado por um set do DJ Tahira, mesclando brasilidades, eletrônica e hip hop. Pça. Teodoro de Carvalho, V. Mariana. 11h. Inf.: bit.ly/blosidn

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

+ Criado em homenagem a Caetano Veloso, o Tarado Ni Você (foto) sai do cruzamento cantado em ‘Sampa’. O tema do desfile é Tieta, personagem de Jorge Amado e da canção de Caetano. Av. São João com Av. Ipiranga, Centro. 10h. Inf.: bit.ly/tarvelo

 

IMG_7648

+ Canções do punk nacional adaptadas para o ritmo de marchinha e vice-versa. É assim no Bloco 77 – Originais do Punk (foto), de inspiração roqueira. R. Cardeal Arcoverde com R. Simão Alvares, V. Madalena. 6/2 e 8/2, 15h. Inf.: bit.ly/oripnk

+ O Jegue Elétrico vem dos jumentos com caixa de som do Nordeste. A marchinha de 2016 se inspira nas ocupações das escolas paulistas. R. Teodoro Sampaio com R. Lisboa, Pinheiros. 6/2 e 7/2, 16h. Pça. Roosevelt, Centro. 8/2 e 9/2, 17h. Inf.: bit.ly/jeglet

+ No Minhoqueens, os foliões levem o espírito divertido das drag queens às ruas. O som, discotecado, vai de marchinhas de carnaval a pop, passando por MPB e funk. Pça. Marechal Deodoro, S. Cecília. 16h. Inf.: bit.ly/minhoq

+ O Me Ocupa que Eu Sou da Rua se inspira na ocupação de espaços públicos da cidade pela população. É um dos poucos que desfilam durante a madrugada. Pça. Ramos de Azevedo, Centro. 23h. Inf.: bit.ly/meocup

 

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

+ Sem pai nem mãe, mas nem por isso fora do compasso. O Bloco Bastardo (foto) anima os foliões ao som de marchinhas, em quatro cortejos. R. João Moura, 727, Pinheiros. 6/2, 8/2 e 9/2, 15h; 7/2, 13h. Inf.: bit.ly/blocobast

 

7/2

+ O Domingo Ela Não Vai, que desfila pela primeira vez, se move ao som de axé dos anos 1990 e brasilidades, comandado por três DJs. Pça. do Patriarca, Centro. 16h20. Inf.: bit.ly/domingn

+ A Blue Space, reduto clássico de drag queens, é o ponto de concentração do +QVIP. O cortejo, que toca house, pop e tribal, termina com uma festa na própria casa. R. Brig. Galvão, 723, Barra Funda. 15h. Inf.: bit.ly/qvip

 

8/2

+ A segunda de carnaval vai ser mais feliz com a passagem do Bloco Esfarrapado, um dos mais tradicionais da região do Bexiga. R. Cons. Carrão, 466, Bela Vista. 10h. Inf.: bit.ly/esfarrapado

+ Espetacular Bloco da Charanga do França, criado pelo músico Thiago França, tem banda que inclui ainda Amilcar Rodrigues, Anderson Quevedo e Filipe Nader. R. Imaculada Conceição, 151, S. Cecília. 16h. Inf.: bit.ly/chrng

 

9/2

+ É a estreia do Tô de Bowie, que homenageia o cantor britânico. No cortejo, versões em marchinha das canções de David Bowie e discotecagem. Pça. Princesa Isabel, Campos Elísios. 15h. Inf.: bit.ly/todbowi

 

13/2

+ A diversidade é grande no Bloco Descubra, que desfila pela primeira vez: terá DJs, banda de pagode e dupla sertaneja. Lgo. Senador Raul Cardoso, Ibirapuera. 11h. Inf.: bit.ly/dscbr

+Criado há dez anos, o Cordão do Jamelão tem banda de percussão e sopros, e toca marchinhas tradicionais. R. Rui Barbosa com Av. Brig. Luís Antônio, Bela Vista. 14h. Inf.: bit.ly/jmlonn

+ O Primavera, Te Amo concentra seu repertório em clássicos dos anos 1980 e 1990. R. Padre Carvalho com Av. Brig. Faria Lima, Pinheiros. 14h. Inf.: bit.ly/prmvt

+ O Nu Vuco Vuco, que ocupa as ruas desde 2013, tem repertório variado: sambas-enredo, sambas-reggae, afoxés e marchinhas. Praça Cornélia, Lapa. 13h. Inf.: bit.ly/blocovuco

+ Este ano, o dresscode da Unidxs do Grande Mel (foto) é inspirado no jogo do bicho. Para pular a festa, o figurino indicado é a ‘baixa costura’ dos bicheiros. Teatro Municipal. Pça. Ramos de Azevedo, República. 15h. Inf.: bit.ly/unidxss

 

14/2

+ O Bloco do Síndico leva esse nome por conta das músicas que toca. O repertório é baseado, principalmente, nas canções de Tim Maia. Pça. Edgard Hermelindo Leite, V. Olímpia. 15h. Inf.: bit.ly/sindtim

 

INFANTIL

+ O Bloco Mamãe Eu Quero desfila já neste sábado (30). Vá fantasiado, pois até os músicos estarão vestidos de super-heróis. Pça. Irmãos Karmann, s/nº, Perdizes. Sáb. (30), 9h/13h. Grátis.

+ Neste domingo (31), é a vez do Bloco Infantil Tindôtetê desfilar no entorno da Praça Rotary. Bebês
e crianças de colo são mais do que bem-vindas. R. Gal. Jardim, 485, V. Buarque. Dom. (31), 13h/18h. Grátis.

+ O tradicional Bloco das Emílias e Viscondes faz seu cortejo no dia 5/2, em frente à Biblioteca Monteiro Lobato. R. Gal. Jardim, 485, V. Buarque. 5/2, 14h. Grátis.

+ Desde 2008, o Palavra Cantada faz sua turnê carnavalesca. Neste ano, a apresentação em São Paulo será no dia 6/2, no Tom Brasil. R. Bragança Paulista, 1.281, Chácara S. Antônio, 4003-1212. 6/2, 15h. R$ 100/R$ 160.

+ No dia 7/2, a tarde será carnavalesca no Espaço de Leitura. A programação traz o animado show da POIN – Pequena Orquestra Interativa, às 15h. Mais cedo, há oficina de máscaras. Pq. da Água Branca. R. Ministro Godói, 180, Perdizes, 2588-5918. 7/2, 9h/18h. Grátis.

+ No Mamusca, são três dias de bailinho. No dia 7/2, a atração é a Trupe, formada por Naya Sá e Tucci Fattore. A Banda Paralela se apresenta dia 8/2. E, em 9/2, o Grupo Triii fecha o carnaval. R. Joaquim Antunes, 778, Pinheiros, 2362-9303. 7/2, 8/2 e 9/2, 10h/12h. R$ 70 (até 12 meses, grátis).

+ Entre as atrações do carnaval no Sesc Santo Amaro, a Banda Estralo traz seu novo show em homenagem à cantora Carmem Miranda. Eles fazem duas apresentações na praça da unidade.
R. Amador Bueno, 505, 5541-4000. 7/2 e 9/2, 17h. Grátis.

+ Liderada por Carlos Sant’Anna, a Banda do Bloquinho faz a folia na Vila Madalena, com o tema ‘Brincar o Carnaval’. No repertório, marchinhas, MPB e músicas infantis. Pça. Horácio Sabino, s/nº, V. Madalena. 13/2, 9h/13h. Grátis.

 

SAMBA

+ A Mocidade Alegre, que busca reaver o título em 2016, abre seu último ensaio pré-carnaval com roda de samba. R. Samaritá, 1.020, Limão, 3857-7525. Dom. (31), 18h. R$ 15.

+ Celebrar a fé e a religiosidade é a aposta da Acadêmicos do Tucuruvi para levantar seu primeiro caneco. Neste fim de semana, a escola da zona norte faz seu último ensaio. Av. Mazzei, 722, Tucuruvi, 2204-7342. Sáb. (30), 21h. R$ 20.

+ Vai-Vai, atual campeã paulistana, vai homenagear Paris na avenida este ano. Antes, ela faz três ensaios, com abertura da ala dos compositores e som mecânico. R. São Vicente, 276, Bexiga, 3266-2581. Dom. (31), 3ª (2) e 5ª (4), 19h. R$ 20.

+ A festa na Rosas de Ouro (foto) começa com o esquenta da bateria do mestre Rafa. Depois, o intérprete Darlan Alves canta sucessos variados. R. Cel. Euclides Machado, 1.066, Freguesia do Ó, 3931-4555. Hoje (29) e 3ª (3), 21h. R$ 20/ R$ 30.

+ Quem quiser assistir às escolas no Sambódromo pode se preparar para os desfiles oficiais ou até mesmo conferir os ensaios que ocorrem no local. Sambódromo do Anhembi. Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana. Ensaios: hoje (29), 20h; sáb. (30), 19h15; dom. (31), 18h. Grátis. Desfiles: 5/2, 23h15, e 6/2, 22h30 (grupo especial); 7/2, 21h (grupo de acesso). R$ 90/ R$ 2.420. Inf.: www.ingressosligasp.com.br

Mais conteúdo sobre:

BlocosBlocos de Carnavalcarnaval