Peça inspirada em obra de Henry James está entre as novidades teatrais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Peça inspirada em obra de Henry James está entre as novidades teatrais

Júlia Corrêa

01 Fevereiro 2018 | 17h40

De autoria de Marina Corazza, a peça Aproximando-se de A Fera na Selva tem como inspiração a novela ‘A Fera na Selva’, publicada em 1903 por Henry James. Do mesmo modo, o espetáculo parte das biografias do autor americano (naturalizado britânico), e da escritora Constance Fenimore Woolson, com quem ele mantinha intensa amizade. Escrito dez anos após a morte de Constance, o livro de James, aliás, traz uma série de paralelos entre a relação entre eles e a de seus personagens.

Foto: Andreia Machado

A partir disso, a peça, que tem direção de Malú Bazán, é dividida em três núcleos, cujas fronteiras são, por vezes, imprecisas. Em dois deles, a dupla de atores, formada por Gabriel Miziara e Helô Cintra, transita entre as histórias de John Marcher e May Bartran – personagens de ‘A Fera na Selva’ – e entre aspectos da vida dos dois autores – revelados, sobretudo, pelo romance ‘O Mestre’, de Colm Tóibín, a respeito de James, e pela biografia ‘Constance Fenimore Woolson: Portrait of a Lady Novelist’, de Anne Boyd Rioux. Em um terceiro núcleo, Miziara e Helô contextualizam a obra de James e iluminam a relação entre essas figuras reais e fictícias.

60 min. 14 anos. ONDE: CCSP. Porão (45 lug.). R. Vergueiro, 1.000, metrô Vergueiro, 3397-4002. QUANDO: Estreia 6ª (2). 5ª, 6ª e sáb., 21h; dom., 20h. Até 11/3. QUANTO: Grátis (retirar ingresso 1h antes).


CONFIRA OUTRAS NOVIDADES

Funâmbul@s

Foto: Leekyung Kim

Com texto de Priscila Gontijo e direção de Eric Lenate, a peça  parte do encontro de três irmãs, com vidas bem diferentes, que precisam cuidar do pai doente, ex-ator e professor. 90 min. 14 anos. CCSP. Sala Jardel Filho (321 lug.). R. Vergueiro, 1.000, metrô Vergueiro, 3397-4002. Estreia 6ª (2). 6ª e sáb., 21h; dom., 20h. R$ 20. Até 11/3.

Chopin ou o Tormento do Ideal
Com direção de José Possi Neto, a atriz Nathalia Timberg dá vida a Chopin. No palco, ela é acompanhada pela pianista Clara Sverner. Em tom biográfico, a peça mostra 20 anos da trajetória do compositor e pianista polonês, que viveu na França grande parte da sua vida. 70 min. 14 anos. Teatro Porto Seguro (496 lug.). Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elísios, 3226-7300. A partir de 6ª (2). 6ª, 21h; sáb. e dom., 19h. R$ 50/R$ 80. Até 18/2.

Uma Louça Quebrada e Nenhuma Roupa Lavada
A partir de relatos reais de mulheres que sofreram assédio, as atrizes Cléo Moraes, Rita Lacerda e Rosa Freitas retratam, em diversas cenas curtas, casos de violência doméstica. Dir. Eduardo Osório. Top Teatro (50 lug.). R. Rui Barbosa, 201, Bela Vista, 2309-4102. A partir de 6ª (2). 6ª, 21h. R$ 40. Até 23/2.