Peça aborda mulheres que lutaram na Guerrilha do Araguaia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Peça aborda mulheres que lutaram na Guerrilha do Araguaia

Redação Divirta-se

14 Janeiro 2016 | 17h47

meia pagina 2 guerrilheiras elisa mendes-67
FOTO: Jonathan Greet/divulgação

LEIA MAIS | Confira roteiro completo de Teatro e Dança

A história de mulheres que lutaram e morreram na Guerrilha do Araguaia, nos anos 1970, é o ponto de partida de Guerrilheiras ou para Terra Não Há Desaparecidos. Com argumento da atriz Gabriela Carneiro da Cunha, a obra tem direção a cargo de Georgette Fadel e dramaturgia de Grace Passô.

Com estreia marcada para esta 6ª (15/1), a peça combina ficção e realidade, trazendo ainda uma série de registros audiovisuais produzidos pelo cineasta Eryk Rocha.

O espetáculo integra a programação ‘Arte – Substantivo Feminino’, do Sesc Belenzinho, que reúne shows, intervenção, mesas de debate e oficinas sobre a posição da mulher no cenário das artes. 90 min. 18 anos.

ONDE: Sesc Belenzinho (110 lug.). R. Pe. Adelino, 1.000, 2076-9700.
QUANDO: Estreia 6ª (15/1). 6ª e sáb., 21h30; dom., 18h30. Até 31/1.
QUANTO: R$ 6/R$ 20.