As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nerd sim, e daí?

Redação Divirta-se

19 Maio 2011 | 23h00

Aproveite que a próxima quarta é Dia do Orgulho Nerd para descobrir (ou liberar) aquele que existe dentro de você

capa_nerd01_600.jpg

A ‘jedi’ Mary Farah, tradutora nas horas vagas, dá uma de Obi-Wan Kenobi

Há pouco tempo, em galáxias nem tão distantes assim, um nerd era um garoto de gostos excêntricos e pouca aptidão social. De volta ao presente, a nerdice ainda tem como pré-requisito a fixação por algum tema – e, sim, uma quedinha para o excêntrico. Mas, pela primeira vez, é cool também. O termo se aplica a uma classe bem humorada o suficiente para criar uma data para se auto homenagear. É o Dia do Orgulho Nerd, celebrado na próxima quarta, 25 de maio (mesmo dia em que, há 34 anos, estreava a saga ‘Star Wars’). E se você, querido leitor, não sente a mínima culpa por passar horas assistindo ‘The Big Bang Theory’, ‘Fringe’, ‘Os Cavaleiros do Zodíaco’ e afins, é por que também deve tudo ao nerd mor, George Lucas. E acredite: você pode nem saber (ou assumir), mas tem aí um enorme potencial nerd, pronto para se manifestar. Fique atento: gostar de ‘Caverna do Dragão’ não é o bastante. Um verdadeiro nerd compra bonecos e veste fantasia no metrô sem constrangimento. O Divirta-se passeou por este mundo – ora secreto, ora nem tanto – e descobriu que a Força está com todos nós. Dado Carvalho e Ramon Vitral



capa_nerd02.jpg

‘Star Wars’ e ‘Star Trek’: as mais icônicas sagas de ficção científica têm os fãs mais apaixonados. Qual é qual? Não arrisque a resposta na frente de um deles

capa_nerd03_300.jpg

PROFESSOR VADER | A primeira sessão de cinema de Vicente Amorim foi definitiva. Era 1983 e, aos 4 anos, ele se viu diante das imagens de ‘O Retorno de Jedi’, terceiro episódio de Star Wars a chegar aos cinemas.

Quase 30 anos após a iniciação no conturbado ambiente familiar dos Skywalker, Vicente assina sua página no Facebook como Vince Vader. O fã profissionalizou o hobby a ponto de sua dissertação de mestrado tratar exatamente das muitas experiências midiáticas do universo Star Wars.

A franquia estabeleceu parâmetros para muitos outros filmes. ‘Vince’ acha que alguns desses descendentes acrescentaram muito ao gênero. Ele escolheu e também comentou algumas dessas produções.

A FORÇA ESTÁ COM ELES

capa_nerd04_200.jpg

‘Matrix’ (1999).
Dir.: Andy e Larry Wachowski.
Com Keanu Reeves e Laurence Fishburne.

capa_nerd05_200.jpg

‘Blade Runner – O Caçador de Andróides’ (1982).
Dir. Ridley Scott.
Com Harrison Ford.

capa_nerd06_200.jpg

‘O Cubo’ (1997).
Dir. Vincenzo Na- tali.
Com Nicole de Boer, Maurice Dean Wint e David Hewlett.

capa_nerd07_200.jpg

‘Alien, o Oitavo Passageiro’ (1979).
Ridley Scott.
Com Sigourney Weaver e John Hurt.

capa_nerd08_200.jpg

‘O Passageiro do Futuro’ (1992).
Dir. Brett Leonard.
Com Pierce Brosnan e Jeff Fahey.

capa_nerd18.jpg

Por 10 anos, Marcelo ‘Chewie’ Forchin foi presidente do Conselho Jedi de São Paulo. Mas, inspirado na ordem igualitária concebida por George Lucas, o coordenador comercial, de 39 anos, renunciou aos seus poderes absolutos e hoje é um dos 15 coordenadores do Conselho. O grupo é uma das sete divisões estaduais que compõem o Conselho Nacional. Em São Paulo, há 8 mil fãs registrados. Para ser um dos guardiões da paz, você deve fazer um cadastro (gratuito) no site www.conselhosp.com.br. Que a força esteja com você.

capa_nerd19.jpg

A Federação da Frota Estelar de São Paulo é liderada pelo almirante César Cezaroni, de 47 anos, que, nas horas vagas, trabalha como analista de sistemas. A maior comunidade de fãs de ‘Star Trek’ do Brasil costuma organizar dois encontros por ano – o próximo está previsto para outubro, com a presença da maioria dos seus 2.367 integrantes. Se você deseja – sem sair de São Paulo – explorar estranhos mundos e buscar novas formas de vida, indo onde nenhum homem jamais esteve, cadastre-se em www.ffesp.com.

MUSEU PESSOAL

capa_nerd17_600.jpg

Ninguém precisa ser jedi para ter um sabre de luz, de qualquer cor. Se gosta do lado negro da força, opte pelo vermelho. De R$ 299 (na Coleciona) a R$ 599 (na Limited Edition).

capa_nerd09_200.jpgcapa_nerd10_200.jpgcapa_nerd11_200.jpg

Não são brinquedos, mas ‘toy arts’ – dos mais diversos personagens (de filmes, quadrinhos e séries). Cada um custa R$ 74,90 (na Limited Edition).

capa_nerd12_200.jpgcapa_nerd13_200.jpgcapa_nerd14_200.jpg

Os preços dos chaveiros Lego de ‘Star Wars’ variam de R$ 20 a R$ 30 (na Coleciona). Além do trio da imagem, há opções de outros personagens.

capa_nerd16_600.jpg

Fetiche: a nave do capitão Kirk e de Spock, a USS Enterprise, ao alcance das mãos… como um cortador de pizza. Por R$ 189 (na Limited Edition).

ONDE ENCONTRAR | Limited Edition. R. da Consolação, 2.753, Jardins, 3081-0128. 11h/20h (sáb., 10/20h; fecha dom.). Arte em Miniaturas. Al. Santos, 1.347, Cerqueira César, 3266-8703. 10h/19h (sáb., 10h/14h; fecha dom.). Anime Hunter. R. Galvão Bueno, 40 (3º andar, loja 310), Liberdade, 3272-8426. 10h/19h. Coleciona. R. Augusta, 2.299, Jd. Paulista, 3081-4977. 10h/19h (fecha dom.). U.S.S. Brazil. R. Rego Freitas, 530 (loja E), V. Buarque, 3214-4637. 10h/18h (sáb., 10h/14h; fecha dom.).

capa_nerd20.jpg

Os guerreiros medievais, que defendiam reinos e conquistavam países, talvez não imaginassem que, hoje, seriam a inspiração para confrarias beem nerds

capa_nerd21_600.jpg

A TÁVOLA REDONDA | Dizer que o pessoal do Ars Mediaevalis parou no tempo não é nenhuma ofensa. O grupo foi formado justamente para recriar aspectos do período da Idade Média e dos vikings. Os integrantes se organizam de acordo com suas especialidades. Na Guilda dos Armoreiros, por exemplo, são feitas espadas, escudos e até armaduras (com uma fidelidade impressionante). Já o Ordo Draconis Belli se dedica a treinar técnicas de combate. É possível encontrá-los em eventos de anime e RPG. Há, porém, muito trabalho duro. Eles se encontram no Parque da Juventude todo sábado à tarde. Se passar por lá, não se assuste com os cavaleiros grandalhões se atacando com espadas. A ideia é não machucar ninguém. Para fazer parte do grupo, é preciso receber um convite. Mesmo sem ele, é possível encomendar armaduras e espadas. Pq. da Juventude. Av. Cruzeiro do Sul, 2.500, Santana. Sábados à tarde. www.arsmediaevalis.com.

capa_nerd22_400.jpg

SENHORA DO DESTINO | O que faz das revelações de Juliana Couto algo nerd é bem simples: suas leituras são feitas em oráculos celtas. Antes de temer as mensagens da providência, porém, ela explica: nada é fixo. A leitura do oráculo é, na verdade, uma interpretação da situação presente. Uma simples decisão pode transformar todo o futuro – e, com ela, o oráculo. 8442-4202.

CAVALEIROS DE BRONZE | Só não confunda o treinamento do Ars Mediaevalis com os encon- tros do pessoal da batalha campal, que também ocorrem no Parque da Juventude. Com material menos perigoso, os grupos também são menos fechados. Já o pessoal do Draikanes se reúne perto do Auditório Ibirapuera. Pq. do Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portões 1 e 2, 7973-9875. Dom., 13h/18h.

capa_nerd23_600.jpg

A tradução de RPG, role playing game, é ‘jogo de interpretação de papéis’. Sem restrições: vale absolutamente qualquer personagem. E esta é a parte legal

Há quem diga que o RPG não é exatamente um jogo, visto que o resultado final é preterido em favor da vivência dos personagens e do universo em que eles se inserem. Funciona assim: dentro das regras de cada jogo, cada participante assume um personagem. Pronto. A partir disso, o que manda é a imaginação – ou seja: você é livre para ir a qualquer parte deste mundo imaginário, e interagir com quem quiser. Para não dar confusão, porém, há um líder – aqui, chamado de mestre -, que orienta o andamento do jogo.

capa_nerd24_400.jpg

ARENA DE BATALHA | De vez em quando, há oficinas no CCSP. Porém, independente- mente da agenda, os fãs de RPG costumam se encontrar no local, nas tardes de sábado. Quando fizer a visita, preste atenção: muitas vezes parece que o grupo está só batendo um papo. CCSP. R. Vergueiro, 1.000, Paraíso, 3397-4002. Sábados à tarde.

O ALFARRABISTA

capa_nerd25_400.jpg

SALA DAS ARMAS | Na livraria Terramédia, além de lançamentos, há espaço para jogar com os amigos. Toda quarta, às 18h, há o D&D Encounter, com oficinas sobre o assunto até às 22h. O gerente, Ivan, indicou os RPGs que fazem sucesso na loja (abaixo). R. Teodureto Souto, 624, Cambuci, 2127- 8787. 9h30/19h30 (fecha dom.).

TOP 5 RPG

capa_nerd26_200.jpg

1 – Dungeons & Dragons
Inspiração para o desenho ‘Caverna do Dragão’, é o RPG mais conhecido.

capa_nerd30_200.jpg

2 – Vampiro: O Réquiem
Os personagens são pessoas que acabaram de se transformar em vampiros.

capa_nerd27_200.jpg

3 – Vampiro: A Máscara
Aqui, os vampiros precisam ser mantidos em segredo da sociedade.

capa_nerd29_200.jpg

4 – World of Darkness
O visual das aventuras ganha um ar de punk-gótico – no século 20 mesmo.

capa_nerd28_200.jpg

5 – Gurps
Tem um sistema mais funcional. A começar pela substituição daqueles dados de muitas faces.

capa_nerd31_600.jpg

Para ser nerd, é fundamental consumir e vivenciar um conceito até o limite. Nesse aspecto, os cosplayers, que se vestem como seus ídolos, são imbatíveis

Apaixonados por animações e quadrinhos japoneses, os estudantes e cosplayers Juliana Rodrigues, Henrique Eiji e Letícia Moreira levaram o Divirta-se para passear pelo bairro da Liberdade – tradicional reduto dos adeptos do cosplay. Durante a nossa jornada, eles apresentaram opções de compras, diversão e lugarzinhos para comer que extrapolam (um pouco) os limites da nerdice.

capa_nerd32_300.jpg

Sogo Plaza Shopping | É um lugar excelente para saciar a fome por apetrechos e bonecos e também pela comida oriental – os restaurantes ficam nos últimos andares da galeria. R. Gal- vão Bueno, 40, Liberdade, 3209-3604.

capa_nerd33_300.jpg

Gibis? Vá para o 3º andar | O 3º piso do Sogo Plaza concentra as melhores lojas de bonecos, histórias em quadrinhos japonesas e também diversos artigos de séries e desenhos animados. Não se deixe enganar pelo tamanho (minúsculo) de cada estabelecimento: a oferta é grande.

capa_nerd34_300.jpg

Melão ou morango? | Os picolés Melona (R$ 3), importados da Coréia do Sul. são um hit entre os frequentadores do bairro. Banri. R. Galvão Bueno, 160, Liberdade, 3208-7232.

capa_nerd35_400.jpg

Karaokê e Restaurante Porque Sim | No piso superior, há sete cabines para cantar. No inferior, funciona um restaurante. O aluguel das salas custa entre R$ 40 e R$ 80, a hora. R. Tomás Gonzaga, 75, Liberdade, 3277-1557. 11h30/15h e 18h/23h (sáb., 11h30/16h e 18h/23h; dom. e fer. até 22h; fecha 4ª).

VISTA-SE

COM QUE ROUPA? | Você também pode ter seu próprio traje para passear pela Liberdade como um cosplayer, A designer de moda Juliana Tsukino aceita encomendas em seu site: www.jutsukino.com. Premiada no Brasil e no exterior em torneios de cosplay, ela produz peças que custam de R$ 60 a R$ 1.300. No próximo ano, Juliana planeja inaugurar uma loja, ainda sem endereço definido.

capa_nerd36_600.jpg

São Paulo é uma cidade bastante simpática à cultura das histórias em quadrinhos. Há lojas especializadas, gibitecas e eventos frequentes relacionados ao tema

TOP 5

capa_nerd37_200.jpg

Calvin e Haroldo
(Bill Waterson, Conrad).
R$ 44,90.

capa_nerd38_200.jpg

A Casta dos Metabarões
(Alejandro Jodorowsky e Moebius, Devir)
R$ 49.

capa_nerd39_200.jpg

MSP e MSP+50
(vários autores, Panini Comics).
R$98.

capa_nerd40_200.jpg

Sandman – Edição Definitiva
(Neil Gaiman, Panini Comics).
R$ 154.

capa_nerd41_200.jpg

Y – O Último Homem
(Brian K. Vaughan, Panini Comics).
R$ 24,90.

LEIA | Gibiteca Sesi. R. Carlos Weber, 835, Vila Leopoldina, 3832-1180. Gibiteca Henfil – CCSP. R. Vergueiro, 1000, Paraíso, 3397-4002.

COMPRE | Comix Book Shop. Al. Jaú, 1998, Cerqueira César, 3088-9116. HQ MIX Livraria. Pça. Roosevelt, 142, Centro, 3259-1528. Gibiteria. Praça Benedito Calixto, 158 (1º andar, loja 11), Pinheiros, 3167-4838.

capa_nerd42_400.jpg

ENTREVISTA: FÁBIO MOON | Vencedor em 2008 do Eisner Awards, premiação mais importante dos quadrinhos no mundo, Fábio Moon (à direita) será o mediador de uma série de debates sobre HQ – amanhã (21), na Livraria Cultura.

Você e seu irmão, Gabriel Bá, publicam no Brasil e no exterior. Há distinção de público?
Tentamos criar histórias que gostaríamos que fossem lidas em quadrinhos. A gente pensa em quem gosta de quadrinhos e em quem poderia gostar. Tanto aqui quanto lá fora. Pensamos no que despertaria curiosidade. E algumas vezes optamos por temas que fazem as pessoas parar para pensar.

A produção de vocês passa por variados estilos. Como vocês se preparam para cada história?
Tem que ter alguma coisa que nos atraia e, geralmente, tem a ver com a maneira de retratar os personagens e o relacionamento entre eles. Caso contrário, as histórias não se sustentam. Não dá pra fazer qualquer tipo de história, apenas por fazer. Temos de gostar da premissa e pensar que as pessoas podem se relacionar com ela.

O que motivou a escolha dos temas para este encontro?
Adaptação literária é uma tendência no mercado nacional. Publicar fora do Brasil é uma realidade para muita gente que não consegue espaço para trabalhar aqui – não é tão difícil como há 15 anos. Já as histórias autobiográficas são um dos gêneros mais tradicionais dos quadrinhos. Por aqui, tem Laerte e, lá fora, o Robert Crumb, por exemplo. E a nova geração dos quadrinhos brasileiros é grande e muito variada.

1º Encontro Quadrinhos na Cia. Livraria Cultura, Av. Paulista, 2.073, Jd. Paulista, 3170-4033. Sáb. (21), 11h, ‘Adaptação literária’; 15h, ‘Legião Estrangeira’; 17h, ‘Autobiografia em HQ’; 19h, ‘Nova Geração’.

capa_nerd41_600.jpg

Você pode até não se considerar um nerd. Mas, será que passa no teste que preparamos? Se você sentir vontade de comprar algum desses produtos… já sabe

capa_nerd43_400.jpg

O boneco do Sonic é todo articulado. Só falta mesmo virar bolinha. R$ 69, (na Japonique).

capa_nerd44_4500.jpg

Ligado a um joystick de Nintendinho (!), esse Mario se move quando você aperta os botões (!!). R$ 59, (na Japonique).

capa_nerd45_400.jpg

Parece um bloco de Lego, mas é um mouse. R$ 94,90, (na Imaginarium).

capa_nerd46_400.jpg

A tampa deste pendrive de 8 GB é a temida máscara do Darth Vader. E ainda faz barulho ao conectá-lo no computador. R$ 199, (na Imaginarium).

capa_nerd47_300.jpg

Da Troyart, o robô é feito de placas de acrílico encaixadas, e pode ter de 8 cm a 2 m de altura. Na Hoc Die. Preço sob consulta.

capa_nerd48_400.jpg

As canetinhas podem ser todas guardadas na tampa da canetona. R$ 95, (na Coisas da Doris).

ONDE ENCONTRAR | Japonique. R. Girassol, 175, Vl. Madalena, 3034-0523. 10h/19h; sáb., 10h/18h (fecha dom.). www.japonique.com.br; Coisas da Doris. Al. Min. Rocha Azevedo, 834, Cerqueira César, 3083-1962. 10h/18h30; sáb., fecha 15h (fecha dom.). www.coisasdadoris.com.br; Imaginarium. Shop. Morumbi. Av. Roque Petroni Jr., 1.089, Brooklin, 5182-0952. 10h/22h; dom., 14h/20h. www.imaginarium.com.br; Hoc Die Design. R. Peixoto Gomide, 1887, piso Superior, Cerqueira Cesar, 3088-6141. www.hocdiedesign.com.br.

capa_nerd49_300.jpg

NO ÚLTIMO EPISÓDIO | Pode até haver dúvida se fãs de série são mesmo nerds. Mas não se for alguém como Aline Diniz, de 23 anos. Ela assiste a nada menos que 26 séries por semana. Ela estuda jornalismo e até escreve sobre o tema, mas a paixão veio antes da profissão. Ela conta que tem até uma almofada no formato do pavão, símbolo da emissora norte-americana NBC. E, acredite: Aline não consegue dormir sem ela. Se precisar de dica, mande um tweet: @aline_mdiniz.

De onde vem o seu vício por séries?
Quando morei no Canadá, minha colega de quarto via Grey’s Anatomy. Então comecei a assistir. Depois, passei a ver Dexter, e fui agregando uma e outra…

Qual é a sua preferida?
São duas: 30 Rock e Saturday Night Live, que eu considero série, porque passa toda semana.

Qual vale a pena comprar o box completo?
Saturday Night Live. Mas ainda não existe. Há apenas alguns especiais. Acho isso um pecado.

Você planeja sua vida de acordo com o horário das séries?
No fim de semana, sim, porque eu tento encaixar na agenda o máximo de episódios que eu tenho que assistir. E ainda anunciaram o novo calendário da (emissora) ABC e adicionaram mais 12 séries. Acho que vou ter de largar alguma para ver as novas.

Já deixou de fazer alguma coisa para ver séries?
Sempre. Ninguém acredita que eu faço essas coisas. Mas eu faço.

Você conhece outras pessoas com o mesmo vício?
Conheço gente demais, na verdade. Mas são todas pessoas que mantêm blogs sobre o assunto. Gente normal, não. Ninguém normal assiste tanta série (risos).