Literatura é pano de fundo para o thriller ‘Baseado em Fatos Reais’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Literatura é pano de fundo para o thriller ‘Baseado em Fatos Reais’

Redação Divirta-se

12 Abril 2018 | 17h13

Foto: Carole Bethuel

Uma das características marcantes do cinema de Roman Polanski é colocar seus personagens sob forte pressão. Na maioria das vezes, o ambiente onde se passam as cenas faz com que a aflição dos protagonistas aumente ainda mais. Enquanto isso, do outro lado, o espectador assiste, em posição privilegiada, ao desenrolar dos acontecimentos.

No filme Baseado em Fatos Reais, estreante da semana nos cinemas, Roman mostra que
sabe ser perturbador. No longa, chama a atenção o jogo psicológico em que mergulha Delphine, interpretada por Emmanuelle Seigner.

Ela é uma escritora de sucesso, na França atual. Seu último romance acaba de ser lançado e, nele, a mulher trata de uma história peculiar e pessoal: o suicídio de sua mãe. No dia da sessão de autógrafos, um outro acontecimento rouba a cena e nos induz aos meandros da trama. É nesse momento que Delphine conhece Elle (Eva Green), inicialmente uma fã dedicada, mas que, aos poucos, vai se revelando uma mulher manipuladora – muito pela fragilidade da protagonista.

Depois de se instalar forçadamente no apartamento de Delphine, transformando-a em prisioneira na própria casa, Elle passa a pressionar a escritora por um novo livro. Desta vez, uma obra que aborde sua própria vida e não a história alheia. E aí residem os ingredientes-chave do enredo. A fotografia, bem executada, e a trilha enriquecem a experiência do bom thriller de Polanski.

Confira salas e horários de todos os filmes em cartaz no Guia de Cinema do Divirta-se.