As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Esquenta a chapa: conheça oito novas hamburguerias de SP

Redação Divirta-se

14 Maio 2015 | 17h30

Uma nova geração de hamburguerias aumenta o roteiro de casas do gênero na cidade. A diferença entre elas e os endereços mais antigos – muitos consagrados – está no ambiente, no serviço e, principalmente, na oferta de sanduíches. Várias trabalham com uma única opção de hambúrguer, em um espaço pequeno e com quase tudo feito na casa, seguindo uma tendência que ganhou força com o Na Garagem, aberto em 2013, em Pinheiros (R. Benjamim Egas, 301). São casas que apostam no cardápio enxuto, em que o cliente monta o próprio lanche, e no serviço descomplicado e informal. Algumas poucas ainda sustentam um menu variado, assim como o ambiente amplo. Mas todas têm um foco comum: querem levar à grelha o melhor hambúrguer. Confira quais são:

**E para você, qual é o melhor hambúrguer de São Paulo? Compartilhe sua foto no Instagram com a tag #divirtaseburger

Foto: Fabio Ghrun/divulgação


Bullguer – Um hambúrguer de 100 gramas coberto com molho à base de páprica, queijo fundido, picles e bacon – tudo isso abraçado por um pão macio. Essa é composição do ‘Lumberjack’, um dos poucos sanduíches da casa, que aposta em bons ingredientes e serviço descomplicado. R. Diogo Jácome, 606, Moema, 3044-2757.

 

Foto: Gabriela Biló/Estadão

Burger Table – ‘Hamburgueiro’ convicto, o chef Manuel Coelho já testava receitas de hambúrgueres muito antes de pensar em ter a própria lanchonete. O conceito, inspirado em casas de Londres e Berlim, é simples: o cliente escolhe o que vai no lanche, paga R$ 25 e come em uma grande mesa comunitária. Tudo é feito na casa: o pão fofinho como brioche, a maionese, o catchup, o bacon, o picles e o suculento hambúrguer de 180 gramas, preparado numa grelha de ferro sobre carvão. R. Gabriele D’Annunzio, 1.331, Campo Belo, 2478-4055.

 Foto: Rogério Gomes/divulgação

Holy Burger – O hamburgão acima é o ‘Holy’, com queijo prato, alface americana, cebola roxa, picles, bacon, maionese e molho de tomate da casa sobre um disco de carne de 160 gramas – feito com uma mistura de acém, peito e costela. A pedida é uma das seis opções da casa, que conta com variada oferta de cervejas, drinques e refrigerantes. R. Dr. Cesário Mota Júnior, 527, V. Buarque, 4329-9475.

Foto: José Patrício/Estadão 

Bronx – O ‘Bronx Burger’ é o carro-chefe da sanduicheria moderninha. Dentro do pão australiano, fornecido por Rogério Shimura, vai um hambúrguer de 160 gramas, cheddar inglês e cebola caramelizada. E fica a dica: se o cliente acertar a cesta de basquete, ganha uma cerveja. R. Inhambu, 683, Moema, 5051-3974.

Foto: Lucinéia Nunes/Estadão 

Meats – Paulo Yoller passou pelas cozinhas do Fasano e do Butcher’s Market. Mas foi no açougue Mercadão de Carnes Marquesa, em Pirituba, que ganhou experiência com os cortes de carne. O hambúrguer – alto e de interior rosado – que serve no Meats mescla acém, peito e pescoço. Entre os sanduíches exclusivos da nova unidade nos Jardins, está o apimentado ‘Cabrapeño Defumado’, com picles de jalapeño, tomatinhos defumados e queijo feta no pão de mandioquinha. Al. Lorena, 2.090, Jd. Paulista, 3791-0474.

Foto: divulgação 

Sheriff’s Burger – Instalada em pequeno centro comercial, a fresquinha Sheriff’s foi inaugurada há menos de 15 dias, com atmosfera inspirada nas hamburguerias texanas. O cliente pode montar o próprio lanche – incluindo uma versão de hambúrguer recheado com gorgonzola – ou optar por uma das sugestões do cardápio, como o ‘Jim Killer Miller’, com hambúrguer de 150g, queijo fundido, compota de tomate, picles, bacon e maionese, dentro do pão de fermentação natural. À parte, é servido o molho defumado da casa. Para acompanhar, batatas rústicas (R$ 12,50). R. Heitor Penteado, 699, Sumarezinho, 3672-3841.

 

Foto: Maristela Acquaviva/divulgação 

Stunt Burger – Funciona numa garagem simples, com decoração que remete aos super-heróis. O cliente monta o lanche e pode acompanhar o preparo no char broiler ao lado. Qualquer combinação sai por R$ 19, com hambúrguer de 140g, dois queijos (entre muçarela, cheddar, gorgonzola e prato) e complementos (alface, tomate, cebola caramelizada, bacon e picles). R. José Jannarelli, 426, Morumbi, 3721-2104.

Foto: Carol Gheradi/divulgação 

Beach Burger – Empreitada do empresário Norberto Skrzeczanowski – dono de um complexo gastronômico no litoral norte paulista –, a casa chega à capital reformulada, com cardápio amplo assinado pela chef Ana Soares e drinques de Marco de la Roche. Além dos pratos (e bons pasteizinhos), há uma seleção de hambúrgueres, como o ‘Do Chef’, com 150g de carne, salada, muçarela, mandioquinha palha e maionese no pão preto. Al. Lorena, 1.420, Jd. Paulista, 2826-7511.

 

***Começa hoje (15) e vai até 31/5 o 6º Burger Fest, com receitas diferentes de sanduíches em mais de 80 casas, entre lanchonetes, bares e restaurantes de São Paulo. Veja aqui uma galeria com a nossa seleção.

 

SEGREDOS DE UM BOM HAMBÚRGUER:

PÃO – Tem de ser macio e leve, abraçar os ingredientes e segurar os sucos da carne sem amolecer ou despedaçar – até a última mordida.

COMPLEMENTO – O segredo está na qualidade dos ingredientes e no equilíbrio entre eles, como picles, cebola, bacon e salada.

QUEIJO – São muitos os queijos que casam bem com carne, como os amarelos prato, muçarela e cheddar, que derretem bem, além de outros mais potentes, como o gorgonzola. Vale o gosto do freguês.

CARNE – Tem de estar sempre fresca e ser moída no dia. O blend de cortes e o peso variam entre as casas. Mas o hambúrguer nunca é congelado e só ganha tempero – sal e, às vezes, pimenta – quando vai à grelha. Acertar o ponto é trabalho de um bom chapeiro.