Confira o roteiro de exposições
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Confira o roteiro de exposições

Celso Filho

07 Janeiro 2016 | 17h38

A seguir, as principais exposições entre 8/1 e 14/1:

Inaugurações

#EmergencyArt. Fundadores da Copenhagen Ultracontemporary Biennale, Tierry Geoffroy, da França, e Tijana Miskovic, da Sérvia, ocupam a Galeria Emma Thomas. Entre as obras expostas, algumas criações serão feitas durante o período expositivo. Galeria Emma Thomas. R. Estados Unidos, 2.205, Jd. América, 3063-2149. 11h/19h (sáb., 11h/17h; fecha dom.). Inauguração: 5ª (14), 19h. Grátis. Até 5/2.

Galeria Gravura Brasileira

Foto: Divulgação

+ A partir de segunda (11), a Galeria Gravura Brasileira ocupa um novo endereço, no Cerqueira César. Para inaugurar o espaço, uma mostra exibe seu acervo, com obras de nome como Nelson Leirner, Paulo Pasta e Renina Katz. R. Ásia, 219, Cerq. Cesar, 3624-0301. 10h/18h (sáb., 11h/13h; fecha dom.). Inauguração: 2ª (11). Grátis. Por tempo indeterminado.

Tesouros, Mitos e Mistérios das Américas. A mostra visita a cultura dos povos da América pré-colombiana. São réplicas de esculturas, objetos e monumentos, como os famosos Moais da Ilha de Páscoa. Tietê Plaza Shopping. Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 1.465, Pirituba, 3201-9000. 10h/22h (dom. e fer., 11h/22h). Inauguração: sáb. (9). Grátis. Até 21/2.

Thiago Carvalho. Na produção de um documentário, o fotógrafo visitou aldeias dos índios Guarani Mbyá, no bairro Jaraguá. Em ‘Atrás da Pedra | Por Uma Terra Sem Males’, ele apresenta alguns de seus registros fotográficos da região. Salão da Fotografia Consigo. R. Cons. Crispiniano, 105, 1º andar, Centro, 3214-2660. 9h/18h (sáb., 9h/12h; fecha dom.). Inauguração: sáb. (9). Grátis. Até 27/2.

+ De gerações e países diferentes, os fotógrafos Miguel Rio Branco e Isidora Gajic (foto abaixo) têm trabalhado juntos em projetos desde 2013. Agora, criações dos dois artistas se encontram em mostra.
Estúdio 321 e Jacarandá Montagens. R. Coronel Melo de Oliveira, 783, V. Pompeia, 2778-2696. 11h/17h (fecha sáb. e dom.). Inauguração: 5ª (14). Grátis. Até 11/3.

Sem título_sem data_Isidora Gajic_

Foto: Isidora Gajic/Divulgação

 

Última semana

Betina Samaia. Com curadoria de Eder Chiodetto, a artista apresenta 20 fotografias na mostra ‘Azul’. Dispostas em caixas de luz, as imagens são registros noturnos de cidades como Rio de Janeiro, Veneza e Nova York. MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 12h/21h (dom. e fer., 11h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até dom. (10).

Chiharu Shiota. Em sua primeira individual no Brasil, a japonesa monta três grandes instalações, desdobramentos de seu trabalho na Bienal de Veneza de 2015. Nelas, Chiharu cria teias de linhas com malas, sapatos e cartas doadas por pessoas comuns. Após a desmontagem da exposição, o material será utilizado em intervenções nos dias 23 e 24/1, no entorno da unidade do Sesc. Sesc Pinheiros. R. Paes Leme, 195, 3095-9400. 10h/21h30 (sáb., 10h/20h30; dom., 10h/18h30; fecha 2ª). Grátis. Até dom. (10).

Frida Kahlo. A mostra estabelece conexões entre Frida e outras modernistas que trabalharam no México. São cerca de cem obras no total, sendo 33 criações assinadas por Frida – entre pinturas, fotografias e objetos. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). R$ 10 (3ª, grátis). Até dom. (10).

Lucas Länder. O projeto ‘Work.In.Process’ convidou o artista para expor obras recentes na galeria. São desenhos, fotografias e intervenções que são modificadas durante o período em que a mostra fica em cartaz. Galeria Emma Thomas. R. Estados Unidos, 2.205, Jd. América, 3063-2149. 11h/19h (sáb., 11h/17h; fecha dom.). Grátis. Até sáb. (9).

À Meia-noite Levarei sua Alma. José Mojica Marins e seu personagem Zé do Caixão são lembrados na mostra. Em uma cenografia inspirada em seus filmes, são exibidos objetos cênicos, fotografias, figurinos e documentos. As peças foram selecionadas por sua filha Liz Marins, e por Marcelo Colaiacovo, curador do acervo do diretor. MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 12h/21h (dom., 11h/20h). Grátis. Até dom. (10).

Quem Nasce pra Aventura Não Toma Outro Rumo. Na programação do Festival Sesc_Videobrasil, a mostra visita o importante acervo da associação. São exibidas obras de 16 artistas, como Cao Guimarães e Karim Aïnouz. Paço das Artes. Av. Universidade, 1, Cid. Universitária, 3814-4832. 10h/19h (sáb. e dom., 11h/ 18h; fecha 2ª e 3ª). Grátis. Até dom. (10).

Rodrigo Braga. Em ‘Abrigo de Paisagem/Veículo de Passagem’, o artista monta uma instalação feita com raiz de árvore e motores de carros. Nela, ele exibe o vídeo de uma de suas performances, desenvolvida no próprio Paço das Artes. Paço das Artes. Av. da Universidade, 1, Cid. Universitária, 3814-3842. 10h/19h (sáb. e dom., 11h/18h; fecha 2ª e 3ª). Grátis. Até dom. (10).

Zilvinas Kempinas. O lituano ocupa o espaço expositivo com a instalação ‘Verticals’. Nela, Kempinas distribuiu tiras de fita VHS, que se movimentam com o ar que entra pela galeria, e pequenos rolamentos de aço sobre uma superfície com óleo. Galeria Leme. Av. Valdemar Ferreira, 130, Butantã, 3093-8184. 10h/19h (sáb., 10h/17h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até sáb. (9).

Arte e passeio

Imigrantes do Café. Em parceria com o Museu do Café, de Santos, a mostra remonta as histórias e memórias dos imigrantes que chegaram ao País para trabalhar nas lavouras cafeeiras paulistas. São exibidos fotografias históricas, áudios de depoimentos e objetos. Museu da Imigração. R. Visconde de Parnaíba, 1.316, Mooca, 2692-1866. 9h/17h (dom., 10h/17h; fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 28/2.

Em cartaz

III Programa de Exposições 2015. Na terceira edição do programa de 2015, foram selecionados trabalhos de Daniel Bilac, Luiza Baldan, Pedro Caetano e Viviane Teixeira. Em paralelo, Teresa Viana e Vitor Cesar também exibem criações recentes. CCSP. R. Vergueiro, 1.000, metrô Vergueiro, 3397-4002. 10h/20h (sáb. e dom., 10h/ 18h). Grátis. Até 21/2.

34º Panorama da Arte Brasileira. Esculturas pré-históricas são expostas ao lado de obras contemporâneas. Com curadoria de Aracy Amaral e Paulo Miyada, a edição reúne trabalhos de seis nomes: Berna Reale, Cao Guimarães, Cildo Meireles, Erika Verzutti, Miguel Rio Branco e Pitágoras Lopes. MAM. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, 5085-1300. 10h/17h30 (fecha 2ª). R$ 6 (dom., grátis). Até 10/2.

Acervo em Transformação. De longa duração, a mostra retoma os emblemáticos cavaletes de vidro de Lina Bo Bardi como parte do projeto expográfico do museu. Com pequenas adaptações técnicas, as peças expõem 119 obras do acervo, com nomes como Cézanne, Matisse e Portinari. Masp. Av. Paulista, 1.578, metrô Trianon-Masp, 3149-5959. 10h/18h (5ª, até 20h; fecha 2ª). R$ 25 (3ª, grátis). Por tempo indeterminado.

Alice Brill. No início dos anos 2000, 14 mil negativos da alemã Alice Brill (1920-2013) foram adquiridos pelo Instituto Moreira Salles. Cerca de 90 imagens ganham mostra. São registros históricos de cidades como São Paulo e Rio. IMS. R. Piauí, 844, 1º andar, Higienópolis, 3825-2560. 13h/19h (sáb. e dom., 13h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 7/2.

AquiAfrica. Sob a curadoria de Adelina von Fürstenberg, premiada na Bienal de Veneza de 2015, a mostra propõe uma panorama da arte contemporânea na África subsaariana. Nela, estão reunidas criações de 13 artistas do continente, como o senegalês Omar Ba e o camaronês Barthélémy Toguo. Sesc Belenzinho. R. Pe. Adelino, 1.000, 2076-9700. 13h/21h (sáb. e dom., 11h/19h; fecha 2ª). Grátis. Até 28/2.

Bienal Caixa de Novos Artistas. Os curadores Fernando Oliva e Rosemeire Odahara Graça selecionaram 36 obras de 24 artistas iniciantes. Entre eles, Nubia Abe, Rodrigo Moreira e Betina Silva Guedes. Caixa Cultural. Pça. da Sé, 111, Centro, 3321-4400. 9h/19h (fecha 2ª). Grátis. Até 28/2.

Campos Alterados. Criado em 2014, o programa ‘rural.scapes – Laboratório em Residência’ leva artistas para uma residência em uma fazenda no interior do Estado. Agora, 25 trabalhos do projeto estão na mostra coletiva. MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, 2648-0254. 10h/18h (fecha 2ª). Grátis. Até 21/2.

Complexidade Coletiva. A mostra apresenta a produção recente de seis artistas representados pela Choque Cultural. São criações de Daniel Melim, Jaca, Mariana Martins, Matias Picón, Rafael Silveira e Tec. Choque Cultural. R. Medeiros de Albuquerque, 250, V. Madalena, 3061-4051. 11h/18h (fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 5/2.

Daniel Malva. Também com formação em Biologia e Mecatrônica, o fotógrafo explora, em suas obras, questões relacionadas às Ciências Naturais. Na mostra, ele exibe trabalhos antigos, além de 24 imagens da série inédita ‘O Jardim’. Solar da Marquesa. R. Roberto Simonsen, 136, Centro, 3105-6118. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até 7/2.

As Donas da Bola. A mostra coletiva reúne 42 obras de um projeto de 11 fotógrafas, entre elas, Nair Benedicto, Luciana Whitaker e Bel Pedrosa. Nas imagens, elas registraram a relação das mulheres com o futebol em diferentes regiões do Brasil. Museu do Futebol. Estádio do Pacaembu. Pça. Charles Miller, s/nº, 3664-3848. 9h/17h (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 3/4.

Edmond Fortier – Viagem a Timbuktu. O fotógrafo francês Edmond Fortier (1862-1928) viveu parte da vida no Senegal. Em 1906, ele fez uma viagem pelo interior do continente até Timbuktu, no Saara. Cerca de 200 dessas imagens estão na mostra, que também ilustram um livro da historiadora Daniela Moreau. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até 24/1.

Eduardo Viveiros de Castro. O antropólogo é lembrado por seu trabalho como fotógrafo na mostra. São expostas cerca de 400 imagens que percorrem sua carreira – dos projetos com o cineasta Ivan Cardoso às pesquisas na Amazônia. Sesc Ipiranga. R. Bom Pastor, 822, 3340-2000. 7h30/ 21h30 (sáb., 10h/21h30; dom., 10h/ 17h30; fecha 2ª). Grátis. Até 17/1.

Empresa Colonial. As heranças do Brasil antes da Independência são o mote da mostra. Com curadoria de Tomás Toledo, estão reunidas criações de Beto Shwafaty, Bruno Baptistelli, Clara Ianni, Jaime Lauriano e Lais Myrrha. Caixa Cultural. Pça. da Sé, 111, 3321-4400. 9h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até 28/2.

Foto Cine Clube Bandeirante: do Arquivo à Rede. Incorporada em 2014 ao acervo do Masp, a coleção do Foto Cine Clube Bandeirante é exibida ao público. São 279 imagens, de 85 artistas do grupo, como German Lorca, Jacob Polacow e Thomaz Farkas. Masp. Av. Paulista, 1.578, 3149-5959. 10h/18h (5ª, até 20h; fecha 2ª). R$ 25 (3ª, grátis). Até 20/3.

Gabriel Chaim. Desde 2013, o fotógrafo acompanha de perto a guerra civil na Síria. Para ‘Filhos da Guerra: O Custo Humanitário de um Conflito Ignorado’, em parceria com a Human Rights Watch, são expostas nove imagens, além de um vídeo feito por drones. Zipper Galeria. R. Estados Unidos, 1.494, Jd. América, 4306-4306. 10h/19h (sáb., 11h/ 17h; fecha dom.). Grátis. Até 16/1.

A Gravura de Arthur Luiz Piza. O paulistano também é homenageado com mostra na Galeria Raquel Arnaud. Na Estação, é exibida uma coleção de 137 gravuras doadas por Piza à instituição – visitando suas experimentações desde que se mudou para a França, nos anos 1950. Estação Pinacoteca. Lgo. Gal. Osório, 66, Luz, 3335-4990. 10h/18h (fecha 3ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 12/2.

José Pedro Croft. O artista português ocupa a Capela do Morumbi com ‘Corpos Duplos – Duplas Imagens’. Na mostra, Croft reúne grandes esculturas duplicadas, feitas com ferro, vidro e espelhos. Capela do Morumbi. Av. Morumbi, 5.387, Morumbi, 3772-4301. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até 14/2.

Museu Encantador. No projeto, Rita Natálio e Joana Levi coletaram objetos de artistas colaboradores a partir da pergunta: ‘O que você doaria a um museu do encantamento cultural entre Brasil e Portugal?’. Com eles, foi criada uma instalação, na qual as duas executarão performances a partir de fevereiro. Caixa Cultural. Pça. da Sé, 111, Centro, 3321-4400. 9h/19h (fecha 2ª). Grátis. Até 28/2.

Not Vital. Depois de passar pelo Paço Imperial, no Rio, o artista suíço traz suas esculturas para a cidade. Nelas, Vital tem contribuições de artistas de países pelos quais passou. É o caso de ‘Heads’, uma série de cabeças, inspiradas na imagem de Buda, que ele fez com soldadores chineses. Galeria Nara Roesler. Av. Europa, 655, Jd. Europa, 3063-2344. 10h/19h (sáb., 11h/15h; fecha dom.). Grátis. Até 1º/2.

Piza – 1947/2015. Arthur Luiz Piza é homenageado na retrospectiva. Com curadoria de Ricardo Sardenberg, a mostra reúne 40 criações, entre gravuras, pinturas, relevos, esculturas, desenhos e aquarelas. Galeria Raquel Arnaud. R. Fidalga, 125, V. Madalena, 3083-6322. 10h/19h (sáb., 12h/16h; fecha dom.). Abre a partir de 2ª (11). Grátis. Até 30/1.

O Rio de Janeiro de Debret. Da Coleção Castro Maya, 120 gravuras de Jean-Baptiste Debret (1768-1848) estão na mostra. O foco é a maneira como o gravurista francês registrou o Rio entre 1816 e 1831, período em que morou na cidade. Centro Cultural Correios. Av. São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, 3227-9461. 11h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até 25/1.

Samson Flexor. Uma das referências da arte abstrata do País, o artista é homenageado em ‘Traçados e Abstrações’. A mostra reúne 35 obras, feitas entre 1948 e 1960 – período em que Flexor fixou residência no Brasil. MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, 2648-0254. 10h/18h (3ª, 10h/21h; fecha 2ª). Grátis. Até 14/2.

Sergio Camargo. Com o mármore, Sérgio Camargo (1930-1990) criava composições de formas geométricas para explorar a sombra e a luz. Sua carreira é lembrada em mais de cem peças. Além das obras, há poemas fotografias, documentos e uma réplica de seu ateliê. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1776. 9h/20h (sáb. e dom., 11h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até 9/2.

Territórios: Artistas Afrodescendentes no Acervo da Pinacoteca. Com mais de cem obras, o foco da mostra é a produção de artistas afrodescendentes no Brasil, desde o século 18. O recorte inclui ainda uma homenagem a Emanoel Araújo, primeiro diretor negro da instituição. Estação Pinacoteca. Lgo. Gal. Osório, 66, Luz, 3335-4990. 10h/17h30 (fecha 3ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 17/4.

Um Corpo Estranho. A mostra comemora o centenário de ‘A Metamorfose’, de Franz Kafka (1883-1924). A vida e a obra do autor checo também são lembrados na exposição, que tem uma sala especial inspirada no quarto do personagem Gregor Samsa. Casa das Rosas. Av. Paulista, 37, metrô Brigadeiro, 3285-6986. 10h/22h (dom., 10h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 29/2.

Uma Coleção Particular – Arte Contemporânea no Acervo da Pinacoteca. Em 60 obras, a Pinacoteca reúne aquisições e doações mais recentes. Com foco na arte contemporânea, estão expostas criações de 50 artistas, entre eles, Iberê Camargo e Tunga. Pinacoteca. Pça. da Luz, 2, 3324-1000. 10h/18h (fecha 3ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 31/1.

Victor Brecheret. Oito relevos estão em ‘Mulheres no Universo de Brecheret’. São painéis de mármore retratando figuras femininas. Eles pertenciam ao edifício do Banco Cruzeiro do Sul, no Centro. MuBE. Av. Europa, 218, Jd. Europa, 2594-2601. 10h/19h (fecha 2ª). Grátis. Até 31/1.

Visões da Arte no Acervo do MAC-USP 1900-2000: Bastidores. Em março, o MAC percorre um século por meio do seu acervo em uma mostra de mesmo nome. Por enquanto, é possível ver a montagem e 24 obras de nomes, como Kandinsky e Brecheret. MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, 2648-0254. 10h/18h (fecha 2ª). Grátis. Até 28/2.

Waltercio Caldas. Em ‘Ateliê Transparente’, Caldas visita seu processo criativo em 67 cadernos de anotações. Além deles, o artista também reuniu objetos, maquetes, desenhos e projetos de esculturas. IAC. R. Dr. Álvaro Alvim, 90, 1º andar, V. Mariana, 3255-2009. 10h/18h (sáb., 10h/16h; fecha dom.). Grátis. Até 20/3.

Wesley Duke Lee. O paulistano, que morreu em 2010, tem sua carreira visitada na mostra retrospectiva. São 35 obras, feitas entre 1958 e 2003, entre pinturas, desenhos, gravuras, colagens e objetos. Ricardo Camargo Galeria. R. Frei Galvão, 121, Jd. Paulistano, 3819-0277. 10h/19h (sáb., 11h/15h; fecha dom.). Grátis. Até 30/1.

XYZ. A mostra tem foco na produção de múltiplos. São exibidas criações recentes de três artistas convidados: Daniel de Paula, Rubens Mano e Theo Craveiros. Galeria Pilar. R. Barão de Tatuí, 389, V. Buarque, 3661-7119. 11h/19h (sáb., 11h/ 17h; fecha dom. e 2ª). Abre a partir de 3ª (12). Grátis. Até 13/2.

Mais conteúdo sobre:

exposições