5 bares para quem gosta de beber vinho
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

5 bares para quem gosta de beber vinho

Humberto Abdo

16 Abril 2018 | 16h19

Foto: Luciano Braz

Vino! Bar
Com 350 rótulos enfileirados nas prateleiras e os preços rabiscados nas garrafas, os clientes escolhem ali mesmo – não há carta de vinhos. Dessas opções, 60 podem ser servidas em taça, com preços a partir de R$ 12. O wine bar comandado pelo empresário Raphael Zanette fica quase em frente à estação Fradique Coutinho do metrô e pela porta de vidro, na fachada (foto), é possível ver o interior da casa e a movimentação do balcão. Se precisar de ajuda, os garçons indicam uma das opções mais pedidas nas últimas semanas, como o tinto espanhol da Real Compañia de Vinos (R$ 16, a taça) e o Alento Rosé (R$ 18, a taça), produzido em Portugal. Criado pelo chef Flávio Miyamura, o menu tem entradas bem servidas, como o ragu de linguiça com ovo mole e pão (R$ 19), além de ‘mini pratos’, pratos principais e sobremesas. R. Fradique Coutinho, 47, Pinheiros, 2614-0145. 16h/0h (6ª e sáb., 16h/1h; fecha dom.). Cc.: A, M e V. Cd.: A, M e V.

Bardega
O bar de vinhos self-service proporciona uma experiência divertida: com ajuda do sommelier ou arriscando-se sozinho nas máquinas que conservam as garrafas, dá para fazer boas descobertas, como o californiano ‘Bonny Doon’ (R$ 11,80, 30 ml) e o português João Pato (R$ 17,50, 30ml). Para acompanhar, uma clássica seleção de queijos (R$ 25). O entrecôte com farofa de cebola crocante (R$ 35) é o destaque da casa, mas vale pedir o cozido de carne com cogumelos (R$ 22). R. Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 218, V. Nova Conceição, 2691-7578. 18h30/1h (fecha dom. e 2ª). Cc.: todos. Cd.: todos.

Bendito Bar
Com iluminação suave, o bar tem um balcão de tijolinhos à vista. O cliente pode pedir, por exemplo, o sanduíche de churrasco ‘Fonseca’ (R$ 31), com filé mignon, dois tipos de queijo, cebola, molho inglês e fritas. Os 30 rótulos de vinhos nacionais e importados de países como Argentina, Chile, Portugal, França e Espanha acompanham bem os petiscos. Para quem não dispensa um chope, a casa serve marcas como Heineken (R$ 9,50) e Baden Baden (R$ 14,90). Há também 26 opções de drinques, como o ‘Trilogy’ (R$ 25), feito com a vodca Absolut de manga, caju e lichia. R. Doutor Fonseca Brasil, 289, Morumbi, 3749-1066. 16h/1h (dom. e 2ª, 16h/22h). Cc.: todos. Cd.  todos.

Café Journal
Frequentado por um público acima de 30 anos, abriga uma adega com 500 rótulos de vinho (cerca de 6 mil garrafas), como o vinho Carmen (R$ 145, a garrafa). Para quem prefere cerveja, as long necks Heineken e Stella custam (R$ 14,00). Do cardápio, experimente a paleta de cordeiro com cuscuz de berinjela e amêndoas (R$ 162, para duas pessoas). Al. dos Anapurus, 1121, Moema, 5055-9454. 12h/últ. cliente (dom., até 17h)  . Cc.: todos. Cd.: todos.

Enoteca Saint Vin Saint
A casa da sommelière Lis Cereja funciona como enoteca, bistrô e bar. O cardápio é sazonal e composto somente por alimentos orgânicos. Porém, o clássico da casa é o cordeiro (R$ 65). Também tem uma carta de vinhos 100% orgânicos, biodinâmicos ou naturais para acompanhar. R. Professor Atílio Innocenti, 811, Itaim Bibi, 3846-0384. 12h/15h e 19h/0h (fecha dom.). Couv. art.: R$ 16 (4ª a sáb.). Cc.: não aceita. Cd.: todos.

Mais conteúdo sobre:

vinhowine-barbaresrótulos