4ª Mostra Curtas Premiados exibirá 16 produções nacionais no Itaú Cultural a partir desta 3ª (6)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

4ª Mostra Curtas Premiados exibirá 16 produções nacionais no Itaú Cultural a partir desta 3ª (6)

André Carmona

05 Março 2018 | 18h34

‘Nada’, de Gabriel Martins, é um dos destaques da edição. Foto: Diogo Lisboa e Rick Mello.

Entre 3ª (6) e 5ª (8), o Itaú Cultural (Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1776) apresenta a 4ª edição da Mostra Curtas Premiados, na qual faz um recorte das produções brasileiras que se destacaram em mais de 30 festivais nacionais e internacionais em 2017. Ao todo, serão exibidos 16 longas, cujos temas dialogam com assuntos em evidência na sociedade, como a potência do feminino, inclusão, violência e racismo.

A programação abre, na 3ª (6), às 19h, com ‘Vaca Profana’, de René Guerra. Na sequência, serão projetados ‘Nada’, de Gabriel Martins; ‘Cabelo Bom’, de Swahili Vidal e Claudia Alves; e, por fim, ‘Deus’, de Vinícius Silva. Todas as sessões serão gratuitas, mas é preciso retirar os ingressos com duas horas de antecedência.

Além disso, o festival disponibilizará três filmes online: ‘Tailor’, de Calí dos Anjos; ‘Sob o Céu da Vida Oceânica’, dirigido por Quico Meirelles; e ‘Boca de Fogo’, de Luciano Pérez Fernández.

A seguir, confira a programação completa do evento.

3ª (6), às 19h.
Vaca Profana (René Guerra, São Paulo/SP, 2017, 15min, ficção) – classificação indicativa: 14 anos
Nada (Gabriel Martins, Belo Horizonte e Contagem/MG, 2017, 27min, ficção) – classificação indicativa: 14 anos.
Cabelo Bom (Swahili Vidal e Claudia Alves, Rio de Janeiro/RJ, 2017, 15min, documentário) – classificação indicativa: livre.
Deus (Vinícius Silva, São Paulo/SP Pelotas/RS, 2017, 25min, ficção) – classificação indicativa: 14 anos (contém cenas de nudez).

4ª (7), às 19h.
Torre (Nádia Mangolini, São Paulo/SP, 2017, 18min, animação) – classificação indicativa: 12 anos.
Procura-se Irenice (Marco Escrivão e Thiago B. Mendonça, São Paulo/Sp, 2017, 25min,doc) – classificação indicativa: livre.
Peripatético (Jéssica Queiroz, São Paulo/SP, 15min, ficção) – classificação indicativa: livre.
Nanã (Rafael Amorim, Recife/PE, 2017, 25min, documentário) – classificação indicativa: 12 anos (contém cenas de violência).

5ª (8), 19h.

Pele Suja Minha Carne (Bruno Ribeiro, Rio de Janeiro/RJ, 2016, 14min, ficção) – classificação indicativa: livre.
Caleidoscópio (Natanael Portela, Tinguá/CE, 2017, 18min, ficção) – classificação indicativa: livre.
Diamante, o Bailarina (Pedro Jorge, São Paulo/SP, 2016, 22min, ficção) – classificação indicativa: 12 anos.
Travessia (Safira Moreira, Rio de Janeiro/RJ, 2017, 5min, documentário) – classificação indicativa: livre.
Vando Vulgo Vedita (Andréia Pires e Leonardo Mouramateus, Fortaleza/CE, 2017, 20min, ficção) – classificação indicativa: 16 anos (contém cenas de violência, nudez e conteúdo sexual).

Programação online.
Tailor (Calí dos Anjos, Rio de Janeiro, 2017, 10min, animação) – classificação indicativa: 14 anos.
Sob o Céu da Vida Oceânica (Quico Meirelles, São Paulo/SP, 2017, 9min, animação) – classificação indicativa: livre.
Boca de fogo (Luciano Pérez Fernández, Rio de Janeiro/RJ, 2017, 9min, documentário) – classificação indicativa: 12 anos (contém linguagem imprópria e conteúdo sexual).

Não deixe de conferir o Guia de Cinema do Divirta-se