40ª Mostra: Juho Kuosmanen exibe seu primeiro longa que concorre a vaga no Oscar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

40ª Mostra: Juho Kuosmanen exibe seu primeiro longa que concorre a vaga no Oscar

Redação Divirta-se

20 Outubro 2016 | 17h33

Olli Maki_filmsdulosange 2

Foto: divulgação

O título ‘O Dia Mais Feliz da Vida de Olli Maki’, primeiro longa-metragem de Juho Kuosmanen, pode dar a entender que se trata de algum conto de fadas com final feliz. É preciso, no entanto, saber que Olli Maki é um pugilista finlandês, que tem na luta pelo título mundial na categoria peso-pena a grande chance de sua vida. Ele vai disputar o cinturão com o campeão mundial, o norte-americano Davey Moore, e, caso vença, se transformará em herói nacional da Finlândia. Olli Maki é um personagem real.

O filme acompanha Maki (Jarkko Lahti) em seus treinamentos, seu esforço para perder peso e suas dificuldades para se concentrar, pois, na véspera da luta, ele se apaixona, para desespero de seu empresário. Não é nenhum favor dizer que ‘O Dia…’ se inscreve na seleta lista de belos filmes sobre o pugilismo, esporte que rendeu clássicos como ‘Punhos de Campeão’ e ‘Touro Indomável’.


Juho Kuosmanen concentra-se mais nos bastidores que no ringue. No esforço e na hesitação do lutador. No clima de ‘já ganhou’ que começa a contaminá-lo. Nas exigências contraditórias do empresário e da mulher que ama. E, ainda, nos reserva um desfecho lindo, inesperado – e que dá sentido ao título do filme que, por um momento, nos parece paradoxal. Luiz Zanin Oricchio

Espaço Itaú – Augusta: dom. (23), 19h50. Reserva Cultural: 2ª (24), 21h50. Frei Caneca: 3ª (25), 15h40; 5ª (27), 15h50.