Vitória de Pirro

Sonia Racy

02 Janeiro 2016 | 01h06

Os vetos aplicados por Dilma ao sancionar a LDO e divulgados ontem – entre eles o que tira de cena o reajuste do Bolsa Família –, “dão mais consistência ao Orçamento de 2016, reduzem atritos e podem até ajudá-la a evitar o impeachment”, admite o economista Raul Velloso. 

“Mas vai ser uma vitória de Pirro”, completa, pois o governo “não conseguirá mexer na Previdência, dificilmente aprovará a CPMF, não impedirá a queda na arrecadação e não terá força para ações políticas decisivas”.

Pirro 2

A visão é partilhada por Clovis Panzarini. “No espírito do ajuste fiscal, a presidente simplesmente fez um gesto para o mercado. Do tipo: estou fechando a porta de novos gastos”, comparou o tributarista. “Mas, além disso, o resultado é zero.”