Vigilância

Sonia Racy

12 Janeiro 2016 | 01h01

Convidado pela Universidade Hebraica de Jerusalém para falar de homofobia, antissemitismo e islamofobia, Jean Willys tornou-se alvo de quem é a favor do boicote a Israel. Paulo Sergio Pinheiro, por exemplo, postou vídeo — depois retirado — classificando de “lamentável” a viagem do deputado do PSOL.

Em resposta, Willys divulgou no Facebook depoimento do professor James Green, da Brown University, que fez ao diplomata, seu velho amigo, perguntas na linha “O que é isso, companheiro?”

Como parte da viagem, o deputado visitou os territórios ocupados na Palestina e falou com lideranças de ambos os países.