1. Usuário
Direto da Fonte
Assine o Estadão
assine
Direto da Fonte

Direto da Fonte

Sonia Racy

Para o Vem Pra Rua, “quem pode desatar o nó da crise política é a população”

Por Sonia Racy

19/01/2016, 17h22

   

O Vem Pra Rua começa, semana que vem, o corpo a corpo nas mídias para a manifestação anti-Dilma de 13 de março. Vai intensificar campanha pelo País e, entre outras, divulgar as posições dos parlamentares sobre o impeachment.

“E agora vamos abrir o leque”, avisa o coordenador do movimento, Rogério Chequer. “Além da presidente, vamos pedir a saída dos Renans, Cunhas e todas essas lideranças políticas que estão afundando o País”.

Vem Pra Rua 2

Chequer chama de “Esperando Janot” uma nova tendência que percebe nas pessoas — e que, segundo ele, é preciso superar. “É gente que está indignada mas fica em casa, achando que quem vai desatar o nó são os altos escalões da Justiça ou o procurador-geral (Rodrigo Janot). Quem pode desatar esse nó é a população.”

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.