Uma coisa e outra

Sonia Racy

05 Outubro 2012 | 01h03

José Maria Marin deu de ombros para a participação de Andrés Sanchez na campanha de Haddad– criticada por alguns integrantes da CBF.

À coluna, o presidente da entidade declarou: “Ele não envolveu a confederação. O Andrés tem todo o direito de se manifestar”.

Uma coisa 2

Já na mineira Andradas, Sanchez faz campanha na TV para o candidato do PT à prefeitura com a legenda “Diretor de Seleções da CBF”. “Como você quer que eu me identifique? Ex-presidente do Corinthians? Sou mesmo da CBF”, justificou à coluna, ontem.