Ugo di Pace monta exposição em seu estúdio nos Jardins

Ugo di Pace monta exposição em seu estúdio nos Jardins

Sonia Racy

18 Março 2018 | 00h15

UGO DI PACE

UGO DI PACE. FOTO: DANIELA RAMIRO/ESTADÃO

Parede é parede, quadro é quadro e espaço… é espaço. Mas o espaço, longe de ser um dado passivo, permite “uma criação de empatias entre o visitante e objetos”. É o que marca o trabalho de Ugo di Pace na montagem da exposição Arte do Século 15 ao Século 21, que abre nesta terça, no Studio689.

A ideia presente é que, “se uma obra vale por si, ela se nutre também do efeito estético criado pela presença envolvente da arquitetura”. De que modo se consegue isso?Pela disposição das obras, meditada e calibrada para atrair.

É o que o arquiteto procura, ao exibir por exemplo uma pequena Crucificação de autor toscano do século 15 e um estudo para teto de palácio de Jacopo Guarana, discípulo de Tiepolo.

Ou ainda uma natureza morta de Abraham Brueghel – tudo pontuado por itens de arte popular brasileira, como o Presépio de Arthur Pereira. Vai até o final de abril.