Tudo novo…

Sonia Racy

10 Setembro 2014 | 01h11

Em seu discurso de posse, hoje, como presidente do STF, Ricardo Lewandowski se dirá preocupado com os quase cem milhões de processos que correm na Justiça brasileira.

Para tentar diminuir a pilha, vai sugerir que mecanismos extrajudiciais – como mediação, conciliação e arbitragem – sejam mais usados, a exemplo de outros países.

…de novo
Para lembrar: um dos julgamentos mais aguardados na nova gestão é o que trata da correção dos planos econômicos. Que só sai da gaveta com a nomeação de novo ministro – três dos atuais declararam-se impedidos. Isso sem falar no caso Petrobrás.