Tentar não ofende

Sonia Racy

13 Setembro 2014 | 01h06

O mercado financeiro acompanha as negociações, ainda tênues, entre a família Magalhães Pinto, o BC e André Esteves, do BTG, em torno de uma eventual compra da parte “podre” do antigo Banco Nacional – nas mãos do governo.

A família teria R$ 30 bilhões em títulos do governo (nem todos bons), ao mesmo tempo em que deve R$ 20 bilhões ao BC. Não pode, entretanto, exigir qualquer pagamento antes de pagar a dívida. Mas se a confusão trocar de mãos…