Suprema novela

Sonia Racy

20 Outubro 2012 | 01h05

Nem os ministro do STF, que vivem outra novela de igual ibope, passaram imunes ao sucesso de Avenida Brasil. Marco Aurélio Mello tinha, ontem, palpite para o assassino de Max: “Tufão. O crime foi passional”, sentenciou.

Suprema 2

Luiz Fux, também do STF, jura que não viu o folhetim. Mas reconheceu Marcello Novaes durante a luta de Anderson Silva, no Rio.

Já a homônima de Carminha, Cármen Lúcia, do Supremo e do TSE, mostrou humor. Antes de gravar pronunciamento oficial do TSE para o primeiro turno, brincou: “Deveria pedir desculpas. Afinal, o público quer mesmo é ver a outra…”