Sonia Racy

02 Março 2016 | 01h31

A defesa de Marcelo Odebrecht entregou à Justiça Federal, ontem à noite, suas alegações finais no processo em que ele é réu. Para os advogados do empresário, a acusação usa de forma “equivocada” a teoria de domínio do fato para lhe imputar crimes descritos na denúncia.

No documento, os defensores sustentam que “nada há nos autos que permita afirmar que Marcelo Odebrecht tenha praticado (…) qualquer dos crimes descritos na denúncia”. Ao contrário: “Tudo o que se produziu de prova até aqui é revelador de que ele não teve envolvimento nos crimes que lhe são imputados”.

Lembram que nos sete meses de instrução foram ouvidos diversos delatores, 97 testemunhas de acusação e defesa e juntadas milhares de páginas de documentos. E que essa prova produzida na instrução atesta a inocência do cliente.

Últimas de Direto da Fonte