Sinal de alerta sobre os gastos

Sonia Racy

26 Outubro 2016 | 00h45

Mesmo com a aprovação da PEC dos Gastos, a situação das contas fiscais continuará difícil e a recuperação da economia será muito lenta. E mais: sem aprovação da reforma da Previdência, os gastos com ela representarão em 2026 nada menos que 70% do orçamento.

O alerta nada otimista foi dado ontem pelo ex-BC Afonso Bevilaqua durante palestra fechada, no Banco Plural.

Alerta 2

Bevilaqua fez outra avaliação: pelo que entendeu da ata do Copom divulgada ontem, a taxa de juros deve cair somente 0,25% nas próximas reuniões. Ponderou também que o dólar não sofrerá novas intervenções e poderá ter forte apreciação.