Sessão sobre denúncia contra Lindbergh foi adiada para acelerar MP

Sonia Racy

23 Agosto 2017 | 20h34

LINDBERGH FARIAS (PT-RJ) PROTESTA DURANTE SESSÃO

LINDBERGH FARIAS (PT-RJ) PROTESTA DURANTE SESSÃO. FOTO: MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO

A sessão sobre Lindbergh Farias, denunciado ao Conselho de Ética do Senado, deveria ter ocorrido na última terça-feira, mas foi adiada o dia 29. Motivo? Para não atrapalhar a tramitação da MP que cria a Taxa de Longo Prazo, segundo fonte credenciada. Lindbergh preside a comissão mista que analisa a MP.

O rearranjo não adiantou, já que o senador encerrou os trabalhos sem apreciar o relatório. O governo tem até o dia 7 de setembro para aprovar a medida na comissão, no plenário da Câmara e no plenário do Senado.