Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura » Ricardo Young aproveita janela partidária e migra do PPS para a Rede

Cultura

0

Sonia Racy

17 Fevereiro 2016 | 15h56

Mayara de Paula/Frame

Mayara de Paula/Frame

O vereador Ricardo Young vai aproveitar a janela de migrações partidárias para sair do PPS e se filiar a Rede — a autorização para a mudança de partido começa nesta quinta, 18, e dura 30 dias. Um dos fundadores da Rede e muito próximo de Marina Silva, Young (com ela, na foto ao lado) sempre declarou interesse em concorrer à Prefeitura de São Paulo e tinha um acordo com o PPS para se manter na legenda com esse propósito. 

“A Rede é meu partido de origem. Ajudei a fundar e entrei na política em função desse projeto”, disse à coluna — já confirmando que colocará seu nome como pré-candidato. Sua ida para o partido de Marina estava sendo discutida há meses.  

O destino de Young causava um certo mal-estar entre os dois partidos, segundo lideranças. Com uma possível aliança em vista, para a disputa eleitoral paulistana, entre Rede e PPS, parte do grupo de Marina não gostava muito da ideia de apoiar um nome do outro partido que havia sido fundador da Rede.

Sem acordo entre quem seria a cabeça de chave de uma possível coligação em torno do seu nome para candidato à prefeito, a opção pelo partido que fundou acabou sendo natural. Questionado se terá apoio do PPS? “Não vejo razões para não apoiar”, resumiu.

O vereador diz acreditar que outros nomes na Rede deverão ser postos como alternativa de candidato à Prefeitura da capital paulista.

Atualizada às 17h47 no dia 17 de fevereiro

Comentários