Reforma trabalhista contém sugestões de 38 anos atrás

Reforma trabalhista contém sugestões de 38 anos atrás

Sonia Racy

11 Novembro 2017 | 01h00

JOSÉ PASTORE

JOSÉ PASTORE. FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

Há 38 anos, José Pastore editava seu livro Administração do Conflito Trabalhista, com sugestões de mudança na lei. Passaram-se décadas, e a reforma foi aprovada. “Tirando o juridiquês, a lei contém mudanças quase idênticas às que sugeri lá traz”, contou ontem.

‘Conseguimos oxigenar’,
confia o professor 

Para o reconhecido especialista do setor, com as novas regras – elas valem a partir de hoje – muda a filosofia geral do trabalho. “Éramos altamente paternalistas. Agora, conseguimos oxigenar o mercado e a consequência será o crescimento do emprego”, confia.


Para Pastore, mudança
é boa para o trabalhador

A iniciativa privada sempre reclamou do engessamento das regras. “Vão perder o medo de contratar. A lei é boa para o empregador e para o empregado. É só ler antes de criticar”.

Leia mais notas na coluna:

+ Alckmin receberá presidente da Petrobrás para almoço

+ Bienal de SP recebe aval para captar R$ 40 mi