Prefeitura quer ​criar ranking de ​projetos contra trabalho escravo

Sonia Racy

27 Janeiro 2016 | 11h36

A Secretaria dos Direitos Humanos​ Paulistana quer inovar. Vai aproveitar o ​Dia​ Nacional​ do​​ Combate ao​Trabalho ​Escravo, amanhã, para lançar edital​ convidando ONGs a apresentarem ações e projetos sobre o tema.

A ideia será avaliar as propostas e colocá-las em um ranking que promotores do Ministério Público do Trabalho poderão consultar e, a partir dele, se orientar sobre projetos que mereçam receber os valores recolhidos de multas em ações promovidas contra empresas flagradas ​explorando trabalho análogo à escravidão.

O chamamento ficará aberto por dois meses, e o ranking, entregue ao procurador do MPT, segundo a coordenadora do projeto, Marina Novaes.