Prefeitura usa até carro oficial para transportar funcionário em dia de greve

Sonia Racy

27 Abril 2017 | 14h31

Um amplo esquema para garantir que seus funcionários cheguem ao trabalho amanhã (28) foi montado pela Prefeitura — e vai desde sistemas específicos das secretarias ao uso de carros oficiais.

Até a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) já avisou esta manhã que vai colocar seus veículos à disposição de seus 4.500 funcionários.

O aviso geral distribuído em rede interna, obtido pela coluna, diz que “no caso de impossibilidade de carona compartilhada ou utilização de veículos da Companhia, serão utilizadas senhas de transporte individual por aplicativo, doados pela iniciativa privada para este fim”.

Todos os funcionários da Prefeitura de São Paulo receberam na manhã desta quinta-feira (27) um e-mail que incentiva o pedido de carona a colegas e que informa que todas as secretarias e órgãos de administração direta e indireta também devem organizar seus veículos próprios e contratados para o transporte do servidor. Seu título: “Alternativa de Transporte para o dia 28/04 para servidores públicos”.


A senha para o uso de transporte por aplicativo também estava sendo distribuída para todos os funcionários por meio de uma planilha postada no Google Doc — mas no início da noite esse acordo foi abandonado, após a adesão da categoria ao movimento grevista.

NA BAHIA

ACM Neto adotou o estilo Doria e anunciou que funcionários da Prefeitura de Salvador poderão utilizar cinco companhias de táxi gratuitamente para o transporte entre residência e o local de trabalho durante a greve de amanhã.

vis